Fluminense forte

Jogando no Pacaembu, o tricolor carioca fez o seu jogo e conseguiu vencer graças a um gol de Rafael Sóbis, aos 45 minutos do primeiro tempo.  Curiosamente, apesar do gol do atacante, quem se destacou na partida foi Gum, que conseguiu evitar um lance perigoso e ainda teve uma atuação consistente – convenhamos que é um tanto raro. Conca, Wagner e Sóbis, a linha de frente do Flu, também merecem destaque. É a segunda vitória do Flu em dois jogos, o que é um bom sinal para o time de Cristóvão Borges. Mais do que isso, são dois jogos e nenhum gol sofrido.

Despedida do Pacaembu

O último jogo do Corinthians no Pacaembu (ao menos por enquanto) foi um dia de festa e emoção para os torcedores. O time pode voltar a jogar no Pacaembu, mas não há nenhum jogo marcado para o estádio. Só se precisar jogar a partida de volta contra o Nacional, do Amazonas, pela Copa do Braisl. O jogo de ida é neste dia 30 de abril, na Arena da Amazônia. A volta, se necessária, será no dia 14 de maio e está marcado para o Pacaembu. Como a partida pode não acontecer, a despedida foi programada para este domingo.

O Pacaembu é o lugar onde o Corinthians passou a se sentir em casa, transformou no lugar onde os adversários temem. O Flamengo foi o adversário e o Corinthians venceu por 2 a 0. Placar daquele mesmo jogo no dia 14 de julho, quando o time conquistou a Libertadores. Não importava o placar. O Corinthians e sua torcida se despediam daquele espaço, aquele estádio tão importante na história do futebol paulista e brasileiro. Certamente o estádio, e o que o clube viveu lá, ficará para sempre na memória dos torcedores.

Catarinenses em perigo

Em duas rodadas, os catarinenses só conquistaram um ponto – o empate entre Chapecoense e Coritiba, na primeira rodada, na Arena Condá. Criciúma e Figueirense foram derrotados nos dois primeiros jogos e a Chapeconese foi derrotada na terceira. Ainda é cedo para ligar o alerta vermelho, mas é bom ficar atento. Como os três times são potenciais candidatos ao rebaixamento, será preciso começar a somar mais pontos para evitar sustos mais para frente.

Coritiba zero gols e o copo meio cheio

As piadas sobre as retrancas de Celso Roth são constantes, mas uma coisa é fato: em dois jogos, o Coritiba não conseguiu marcar um golzinho sequer. Na primeira rodada, 0 a 0 com a Chapecoense. Nesta segunda, 0 a 0 com o Santos, desta vez em casa. Algo ruim se for pensar olhando para o ataque, claro. Porém, se for olhar para a defesa, o time também não tomou nenhum gol. É isso mesmo: com o Coritiba em campo, tem placar em branco. Ao menos nessas duas primeiras rodadas. É claro que isso deve mudar em breve. Resta saber se para pior ou melhor.

Figueirense x Bahia em Barueri

É dessas coisas que chamam mesmo a atenção. Um jogo entre um time catarinense e um baiano em uma cidade da Grande São Paulo. Difícil entender se não souber que há uma punição ao Figueirense, que teve que mandar seu jogo longe de casa – e a proposta da Arena Barueri foi atraente. Mas pense bem: quando veremos um jogo entre esses dois times em um cenário tão alternativo? Só em Copa São Paulo de Futebol Júnior.