A decisão da Premier League de fechar a janela de transferências mais cedo na próxima temporada foi apoiada por dirigentes de grandes times italianos. Juventus, Milan, Inter, Roma e Torino se manifestaram a favor da medida, assim como o Monaco, da França. Mais do que apoio, os dirigentes querem fazer o mesmo em seus países e levar a discussão a um nível europeu.

LEIA TAMBÉM: Fechar a janela de transferências antes das outras ligas coloca a Premier League em risco

“Esta é uma decisão que eu estava esperando com grande satisfação”, afirmou o diretor geral da Juventus, Giuseppe Marotta, à Sky Italia. “Está a escolha certa. Ter uma janela de transferências tão grande cria confusão, um clube bem dirigido tem sucesso ao planejar as transferências”, disse ainda o jogador.

“O mercado de transferências tem que ser limitado, você não pode ter jogadores se transferindo quando as ligas já começaram. Nossa Serie A agora tem que falar com a FIGC [Federação Italiana] com uma forte opinião de todos os clubes”, analisou ainda o dirigente da Juve. “A decisão é da Federação, mas todos as grandes ligas devem estar alinhadas”.

A decisão também foi apoiada pelo diretor esportivo da Roma, Monchi, ex-Sevilla. Para o diretor romanista, a medida tomada pela Premier League de antecipar o fechamento da janela de transferências foi “uma decisão justa e lógica”, como escreveu em sua conta no Twitter.

O diretor esportivo do Milan, Massimiliano Mirabelli, também se mostrou favorável. “Eu sou muito a favor disso”, afirmou o dirigente em entrevista à Premium Sport. “Honestamente, a janela de transferências é longa demais e causa problemas aos técnicos que já estão jogando partidas oficiais. É justo limitar o tempo da janela de transferências”, explicou ainda Mirabelli.

“Neste momento, nós chegamos ao dia 31 de agosto com muitos jogos já disputados e você não pode trabalhar muito bem com alguns jogadores que sabem que eles podem mudar de time”, analisou o dirigente do Milan. “Eu não considero o momento certo para a janela de transferências, todos os clubes, incluindo nós mesmos, já tiveram problemas com o comportamento dos jogadores ou empresários”, continuou.

“Eu gostaria de ver uma janela de transferências no meio da temporada, quando as ligas estão paradas para a parada de inverno”, afirmou o cartola do Milan. “Ter uma janela de transferências tão longa é uma irritação, eu pararia uma semana ou até 10 dias antes do início dos jogos oficiais, porque algumas vezes você pode acabar em situações embaraçosas”, explicou ainda o dirigente.

Rival de Milan e Juventus, a Inter foi outra a se manifestar a favor da mudança feita pela Premier League. O diretor esportivo do clube, Piero Ausilio, disse ser também bastante favorável à mudança. “Eu concordo com fechar a janela de transferências alguns dias antes do início da temporada”, afirmou Ausilio à Premium Sport.

“Seria bom se todas as federações pudessem cumprir essa regra, já que se tornou um mercado global no nível europeu, então precisamos disso de um jeito que seja o mesmo para todos”, continuou. “Dito isso, eu sou absolutamente a favor dessa iniciativa”.

O Torino também se manifestou favorável, mostrando que a iniciativa, de fato, tem muito apoio de diversos clubes importantes e a discussão deve acabar acontecendo. “A janela de transferências, como tem sido ultimamente, é algo incrivelmente difícil”, afirmou Gianluca Petrachi, diretor esportivo do Torino.

“Não é muito o caso de vender um jogador e encontrar outro em 24 horas. É uma tarefa muito difícil e foi para mim, você tem que encontrar o jogador certo para integrar ao time que já está junto”, disse. “Além disso, eu acho que é certo parar quando você começa uma nova temporada. É difícil gerenciar jogadores que são bombardeados por seus empresários todos os dias”.

“Você precisa sempre estar alerta para falar com empresários e jogadores. Então, podemos encurtar a janela italiana? Sim. Eu espero que sim, porque falando com meus colegas, nós estamos todos convencidos que seria certo”, declarou o dirigente do Torino.

“Fechar a janela de transferências quando um time começa a jogar de forma competitiva talvez não possa ser feito, mas poderia ser ao menos fechada no dia 1º de agosto, com o começo da Copa da Itália e as partidas que importam”, opinou ainda o dirigente.

Em outro país também houve manifestação favorável. O Monaco, um time que se tornou protagonista recente no mercado, especialmente por vender muito bem – e caro – seus jogadores, também é favorável a uma janela que feche mais cedo. “Nossos colegas ingleses tomaram uma decisão muito boa hoje ao fechar a janela de transferências antes, no início da próxima temporada. Eu sou muito favorável a essa ideia”, afirmou o vice-presidente do Monaco, Vadim Vasilyev.

A Uefa já tinha se manifestado a favor de fechar a janela antes pelo seu presidente, Aleksander Ceferin. “Eu acho que não é uma má ideia que a janela feche, vamos dizer, no final de julho”, afirmou. Com tantas manifestações favoráveis, incluindo a do presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, é bem possível que a mudança inglesa tenha sido só o estopim de mais mudanças em outras ligas. A Italiana parece ser a próxima. Se isso acontecer, a mudança feita pela Premier League acaba sendo ainda mais positiva e também com menos risco para os clubes ingleses.