World Cup: Brazil Is Going to Be Just Fine

(“Copa do Mundo: o Brasil ficará bem”)

O texto de Matthew Futterman no Wall Street Journal fala sobre como o Brasil continuará bem, apesar da derrota. Isso porque muitos esperavam que o país entrasse em colapso, que o apocalipse tomasse as ruas com a derrota brasileira. Um óbvio exagero, mas que é óbvio para nós, nem sempre para quem está fora do país.

David Luiz Must Be Held Accountable for Brazil’s Embarrassing World Cup Defeat

(“David Luiz deve ser responsabilizado por derrota embaraçosa do Brasil na Copa do Mundo”)

Karl Matchett fala, no Bleacher Report, sobre como a postura de David Luiz foi terrível na derrota do Brasil para a Alemanha e ele precisa ser responsabilizado, porque foi um dos que mais bagunçou o time. É uma análise sobre todo o jogo de David Luiz, o posicionamento errado e a postura dele, que deveria ser de liderança, mas foi de despreparo.

Why Brazil Lost

(“Por que o Brasil perdeu”)

Ken Early, da Slate, analisa a derrota brasileira com imagens fortes, como, por exemplo, “foi como se os alemães reunissem 60 mil crianças de quatro anos para dizer que o Papai Noel não existe”. Esse é um pouco o tom do texto, que analisa com profundidade as questões estruturais do futebol brasileiro e alemães, comparativamente.

Outras coisas legais que lemos:

A conta das Fan Fests: cidades não pagam direitos autorais e põem culpa na Fifa e até na Globo

Na ESPN, matéria de Marcus Alves sobre o problema dos direitos para as Fan Fests, que precisam ser pagos. São várias as cidades que não pagaram pelas músicas usadas no evento, o que pode gerar processo.

Olheiros sugeriram Paulinho e saída de Fred, mas Felipão bancou Bernard

Matéria de Alexandre Lozetti no Globoesporte.com sobre como os relatórios dos olheiros da Seleção, Alexandre Gallo e Roque Júnior, indicavam que o time precisava povoar o meio-campo e as sugestões que fizeram, mas que Felipão não ouviu, o que só aumenta a responsabilidade do técnico.

Aplaudir pôr do sol, abraçar… Veja o que surpreendeu os estrangeiros

Matéria de Flávia Mantovani no G1 conta coisas curiosas que surpreenderam o Brasil, como, por exemplo, o americano que se surpreende com “colocar areia na comida”, mas descobre que aquilo tem gosto de bacon – é farofa. E passou a colocar em tudo. Tem muitas coisas curiosas.

A aula de Guardiola: “tentamos o mesmo dos jornalistas: decifrar o jogo”

No blog de Marcelo Bechler, um trecho da conversa de Guardiola na Argentina falando sobre futebol. É uma palestra que o professor Pep dá boas doses de análise interessantes.