Testemunhas de 50 se conhecem no Maraca, e um deles ganha nova final

O Globo Esporte promoveu o encontro de dois torcedores que acompanharam a final da Copa do Mundo de 1950, no Maracanã. O texto, de Alexandre Alliatti e Thiago Dias, ainda conta que um deles conseguiu ingresso para acompanhar a decisão de 2014 e tentar superar o trauma do Maracanazzo, 64 anos depois.

O ótimo exemplo que vem do Recife

Está no blog do Juca Kfouri. O fato mais importante do empate entre Sport e Central foi o protesto daqueles que são chamados de “torcedores comuns” contra a torcida organizada Torcida Jovem, que já causou alguns prejuízos ao clube. Um exemplo claro de que os apaixonados não se restringem às uniformizadas.

Um goleiro quarentão na Copa pode render bons frutos

Embora Luiz Felipe Scolari confie plenamentem Júlio César, o goleiro do Toronto não atua em alto nível há um bom tempo. Por isso, Luiz Augusto Lima acredita que levar um goleiro experiente para a Copa do Mundo, seja Rogério Ceni ou Dida, poderia ser benéfico para o elenco. Ele quer que seja o camisa 1 do São Paulo.

Chuteira preta entra em extinção em meio a moda, patrocínios e zoações

Está cada vez mais difícil ver chuteiras pretas nos gramados do futebol brasileiro. Essa reportagem de Thiago de Lima, do Globo Esporte, mostra que havia apenas 210 pares, de 1559 jogadores, nas cinco primeiras rodadas dos estaduais de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. E os heróis que resistem à enxurrada de calçados coloridos ainda são alvos de brincadeiras dos companheiros.

¿Qué pasa? com o Diego no Atlético de Madrid

Uma boa análise do começo da segunda passagem de Diego pelo Atlético de Madrid. Nos quatro jogos em que o brasileiro começou como titular, o time perdeu, mas será que a culpa é dele?