O São Paulo estreou com vitória na Libertadores. Atual campeão do torneio, o Tricolor derrotou o Caracas fora de casa por 2 a 1 nesta quarta e já pulou para a ponta no grupo 1 do torneio.

Apesar dos desfalques de Rogério Ceni, Lugano e Fabão, o São Paulo encontrou facilidades para derrotar a equipe venezuelana. O Caracas errava passes em demasia e praticamente não incomodou a zaga são-paulina. A melhor chance de todo o primeiro tempo dos donos da casa saiu aos 14 minutos. Rey cobrou falta e Bosco defendeu em dois tempos.

Longe de ser brilhante, o São Paulo dominou o rival. Aos 27, Souza acertou um chute forte e o goleiro Toya mandou pela linha de fundo. Pouco tempo depois, Alex Dias recebeu dentro da área, mas pegou na bola na hora do chute de virada. Souza novamente deu trabalho a Toya em uma cobrança de falta.

O gol saiu aos 35. Danilo recebeu bola na esquerda, avançou e chutou entre a trave e Toya, que ainda tentou se recuperar no lance. Na segunda etapa, o Tricolor seguiu melhor e ampliou aos onze. Souza pegou mal em uma cobrança de falta, mas Aloísio desviou e tirou a bola do alcance de Toya. Foi o primeiro gol do atacante com a camisa do clube paulista.

Com a vantagem, o São Paulo relaxou e permitiu ao Caracas levar algum perigo. Aos 36, após uma saída equivocada de Bosco, o juiz marcou um pênalti inexistente de Edcarlos. Rey cobrou e diminuiu. Até o final, o time venezuelano tentou o empate, sem ter qualidade suficiente para assustar o campeão sul-americano.