Depois da derrocada na Liga dos Campeões, resta ao Paris Saint-Germain se contentar com as taças nacionais. E os parisienses têm tudo para conquistar a tríplice coroa, como aconteceu em 2014/15 e 2015/16. Neste sábado, o time de Unai Emery venceu aquele que provavelmente seria o seu compromisso mais duro. Na decisão da Copa da Liga Francesa, garantiram a festa contra o Monaco, sem sobressaltos. Triunfo por 3 a 0 em Bordeaux, ratificando a freguesia dos monegascos nos jogos de mata-matas contra o PSG – são quatro derrotas em quatro encontros desde 2017, apesar da conquista da Ligue 1 passada.

O PSG precisou de apenas oito minutos para abrir a contagem. Em pênalti sobre Kylian Mbappé assinalado com a ajuda do VAR, Edinson Cavani marcou. O segundo viria logo em seguida, aos 21. Mbappé puxou um contra-ataque fulminante e lançou na medida para Ángel Di María, que não perdoou. O Monaco até balançou as redes no primeiro tempo, mas o vídeo-árbitro entrou em ação novamente, anulando o tento de Falcao García por impedimento. Por fim, aos 40 da etapa complementar, os campeões fecharam a conta. Mais uma jogada de Mbappé, motivado contra os ex-companheiros, passando para Cavani fuzilar.

Ao final da partida, com méritos, Mbappé foi reconhecido com o prêmio de melhor em campo. Este é o oitavo título do PSG na Copa da Liga, os maiores campeões do torneio. Agora, o time se volta às outras duas frente. Na Ligue 1, com 17 pontos de vantagem, a festa é questão de poucas rodadas. Já na Copa da França, o adversário na semifinal é o Caen, enquanto na decisão o vencedor do confronto pegará Les Herbiers ou Chambly, ambos da terceira divisão. Vão sobrar taças na prateleira, mas pouca alegria real diante das ambições do projeto catariano.