Duas estrelas do Manchester United foram relacionadas pelo técnico José Mourinho para o jogo de sábado, contra o Newcastle. Paul Pogba, principal jogador do meio-campo do time, e Zlatan Ibrahimovic, que não joga desde abril. Em um time que tem sido tão criticado por postura defensiva e a volta de duas estrelas conhecidas por sua capacidade ofensiva, os Diabos Vermelhos podem ser mais ofensivos?

LEIA TAMBÉM: Ibrahimovic: “A camisa 10 não é algo que é dado a você, é algo que você é”

Os dois estavam fora por lesão. Pogba se machucou em setembro, tendo jogado a última partida no dia 12 daquele mês, contra o Basel, pela Champions League. Em sua entrevista coletiva nesta sexta, Mourinho disse que ficou claro que “há um Manchester United antes e outro depois da lesão de Pogba”.

Sem Pogba, o Manchester United conseguiu três vitórias na Champions League e duas na Copa da Liga, mas perdeu duas vezes em sete jogos da Premier League, empatando outro jogo e vencendo mais quatro. “Ele tem qualidades que influenciam nossa abordagem nas partidas”, analisou Mourinho.

Ibrahimovic volta ao time cerca de sete meses depois de se machucar em partida pela Liga Europa contra o Anderlecht, no dia 20 de abril. Portanto, são sete meses entre se lesionar e ser novamente relacionado, algo notável se pensarmos que a lesão foi grave. O sueco rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho e foi elogiado pelos médicos na sua recuperação.

O médico que operou o atacante o elogiou ainda em maio, pouco depois da cirurgia, dizendo que ele pode jogar por muitos anos ainda. Mesmo com o contrato terminando em junho, tudo já indicava em agosto que ele seguiria no Manchester United. Seu ano de estreia no futebol inglês foi tão bom que ele foi um dos 24 indicados ao prêmio de melhor do mundo da Fifa, o The Best.

Como esperado, no final de agosto ele e o Manchester United anunciaram que acertaram um novo contrato, novamente até o fim da temporada. Em outubro, Ibra voltou a treinar com o elenco. Praticamente um mês depois, ele é relacionado pela primeira vez para voltar aos gramados.

Desta vez, Ibrahimovic jogará com a camisa 10, não mais com a 9. Ele falou sobre a sua preferência pelo número e será uma opção para o time, que ganha força ofensiva. Lukaku passa por um momento e seca pelo clube, apesar de ter marcado pela seleção nesta data Fifa.

“Na última temporada, jogamos todos os minutos com Zlatan”, relatou Mourinho. “Nós aprendemos como jogar sem ele. É claro que nós damos as boas vindas a ele de volta. Ele tem uma personalidade incrível”, disse o técnico, que afirmou que Ibra e Lukaku podem jogar juntos.

“Bons jogadores podem jogar juntos. Com bons jogadores, é mais fácil jogar juntos”, afirmou Mourinho. “Nós não podemos esperar que ele jogue todos os 90 minutos ou partidas consecutivas. Ele precisa de tempo para voltar ao seu nível. Preparo físico e técnico é tudo”.

Certamente as opções ofensivas de Mourinho aumentam com Ibrahimovic. Para jogar com Lukaku, será preciso criar um esquema tático que encaixe ambos. Ou um 4-2-3-1, com os pontas ajudando mais na marcação e o sueco atrás de Lukaku; ou um 4-4-2 mais tradicional, com dois jogadores de lado de campo que recomponham muito e os dois atacantes mais à frente. São opções que Mourinho poderá trabalhar a partir de agora.

O Manchester United enfrentou alguns dos jogos grandes desta Premier League com um forte sistema defensivo. Mourinho foi criticado por colocar o time com uma postura muito defensiva, considerando o elenco que tem, em jogos que poderia competir mais. O time tem a melhor defesa da Premier League em número de gols sofridos, apenas cinco em 11 jogos. Tem 23 gols, o segundo melhor ataque atrás do ótimo Manchester City, que tem 38. Está em segundo lugar na tabela, com 23 pontos, a oito pontos do rival de cidade.

Com os reforços, o Manchester United ganha opções de qualidade para tentar ir além de jogos que travem os rivais. Certamente Mourinho espera isso também.