Caso os historiadores estiverem em busca de um nome para o clássico entre Grêmio e Internacional, neste domingo, sugiro o “Grenal que não queria acabar”. Com uma discussão acalorada, como sempre, e a substituição do árbitro por problemas físicos, o segundo tempo teve 57 minutos de duração. E, no fim, quem saiu feliz foi o Grêmio, que venceu por 2 a 1, classificou-se em sexto lugar no Campeonato Gaúcho e reencontra o grande rival nas quartas de final do Estadual.

LEIA MAIS: Força, Marcelinho! O dia em que o Paraíba virou Brasil e salvou a Seleção

O Grêmio foi melhor no primeiro tempo. Maicon levou perigo pela primeira vez, aos 6 minutos, com um chute de fora da área. Luan estava muito liso. Driblava com facilidade. Depois de costurar a defesa do Internacional, deixou Jael livre para abrir o placar, mas Marcelo Lomba saiu do gol para abafar. O lado esquerdo era onde estavam os espaços para os visitantes. Aos 24, Cortez recebeu e cruzou para a segunda trave. Luan apareceu para completar.

A novidade do clássico, com bom público de 39 mil pessoas, foi a estreia do árbitro de vídeo no Campeonato Gaúcho, mas nem o titular Jean Pierre, nem o substituto Jonathan Pinheiro, pediram o artifício durante a partida. Jean Pierre realmente não precisava de replay para ver o pênalti claro de Victor Cuesta em Everton, novamente entrando pela esquerda. Luan cobrou e fez 2 a 0.

A superioridade gremista foi tão grande no primeiro tempo que Geromel, zagueiro, sentiu-se confortável para emendar dois chapéus em Roger e Patrick. E pouco antes do intervalo, Luan deixou Everton na cara do gol, mas o chute colocado foi para fora.

O Internacional voltou bem melhor e dominou os primeiros 15 minutos da etapa final. Descontou em cobrança de escanteio que Rodrigo Dourado cabeceou na nuca de Cortez e quase empatou, após boa jogada individual de Patrick. A bola foi cruzada para Roger, que mandou para muito longe do gol de Marcelo Grohe.

A partir daí, o que de melhor aconteceu na partida foram algumas cenas inusitadas. Aos 20 minutos, Jean Pierre sentiu uma lesão na panturrilha e precisou ser substituído por Jonathan Pinheiro. Deu briga quando Gabriel Dias empurrou Geromel, que estava fazendo cera, e o técnico do Internacional, Odair Hellman, foi expulso. Aos 54 (!) minutos do segundo tempo, o Inter quase empatou quando Nico López fez uma baita jogada, passando por Marcelo Oliveira e Maicon antes de bater com muito perigo.

Mas quem ganhou foi o Grêmio, que teve que brigar contra o rebaixamento durante parte da primeira fase do Campeonato Gaúcho e ainda assim conseguiu se classificar em sexto, colocando-se no caminho do Internacional logo nas quartas de final. Se vencer, fica muito bem colocado para conquistar seu primeiro título gaúcho desde 2010.

.