O Hamburgo tem uma missão difícil para se livrar do rebaixamento inédito na Bundesliga. Restando cinco rodadas, os Dinossauros precisam tirar uma diferença de cinco pontos em relação ao Mainz 05 para, ao menos, disputar os playoffs contra o descenso. Mas este sábado terminou com o alívio dos hamburgueses, diante da primeira vitória desde novembro. Depois de quinze rodadas em jejum, o HSV comemorou um triunfo significativo, batendo o Schalke 04 por 3 a 2. Grande resultado pelo adversário e também pelos requintes de emoção.

Não parecia uma tarde animadora para a torcida no Volksparkstadion. O Schalke abriu o placar logo aos nove minutos, com Naldo. Contudo, o Hamburgo buscaria a virada. Empatou com Filip Kostic e anotou o segundo no início da etapa complementar, em lance brigado de Lewis Holtby. O problema é que, logo na sequência, Guido Burgstaller voltaria a deixar tudo igual. Isso até Aaron Hunt tirar o coelho da cartola a seis minutos do fim. O meia resolveu arriscar o chute do meio da rua e anotou um golaço, sem qualquer chance de defesa para Ralf Fährmann. Assegurou uma alegria momentânea, mas não a tranquilidade.

O resultado tirou o Hamburgo da lanterna. Em confronto direto na luta contra o descenso, Colônia e Mainz 05 empataram em 1 a 1. Assim, os Bodes ficam na rabeira, com 21 pontos. O HSV soma 22 e o Mainz aparece com 27. Wolfsburg deu uma escapada e tem 29, após bater o Freiburg, atualmente com 30. Luta ferrenha, embora os dois “favoritos” à queda direta sejam bem claros.

Já o Schalke 04 liga o sinal de alerta. Permanece na segunda colocação, com quatro pontos de vantagem, mas pode ver a concorrência se aproximar. Borussia Dortmund e Eintracht Frankfurt jogam neste domingo. Já na segunda, há o duelo entre RB Leipzig e Bayer Leverkusen, ambos postulantes ao G-4.