A história da Chapecoense deixou memórias indeléveis, e tantas delas dolorosas. A campanha na Copa Sul-Americana, o desastre aéreo ocorrido na Colômbia e a recuperação dos sobreviventes são os temas do documentário ‘Nossa Chape’. A produção americana faz parte de uma série da Fox Sports local, chamada Magnify, que se aprofunda em episódios que extrapolam o mero esporte. A direção é assinada por Jeff e Michael Zimbalist, responsáveis também por ‘Os dois Escobares’ e ‘Pelé: O nascimento de uma lenda’. O lançamento nos Estados Unidos ocorrerá no próximo dia 7.

Além de apresentar os personagens e transmitir o drama vivido, ‘Nossa Chape’ também traz uma discussão sobre os rumos que o clube tomou. É o que afirma Sheri Linden, em sua resenha sobre o documentário para o site The Hollywood Reporter: “Em um dos momentos mais intensos do filme, o espiritualmente inclinado Neto se irrita com a crescente comercialidade da organização reconstruída e com as formas como ele e seus companheiros sobreviventes são levados para sessões de fotos como símbolos da expansão e da saúde fiscal. Membros da diretoria dizem palavras como ‘gestão de marca’ e ‘internacionalização’ com alegria. De maneira inesperada e provocadora, ‘Nossa Chape’ é a história de um mercado esportivo”.

Ao que a crítica conclui: “O perfil da Chapecoense é pesado por causa do horror sofrido e o filme é um exame cuidadoso sobre como a internacionalização é uma coisa carregada e complicada. Mas isso revela, particularmente na recepção emocional que o time vive em Medellín, como a afeição pela Chape adquiriu um novo significado profundo além das fronteiras. ‘Nossa Chape’ é uma evidência sobre como seguir em frente não requer deixar o passado para trás”.