Alen Halilovic é um dos nomes mais quentes do mercado de inverno na Europa. Este croata de 17 anos do Dinamo Zagreb se tornou alvo de grandes clubes europeus e, segundo as especulações, o Borussia Dortmund é o clube mais próximo de contratá-lo. Barcelona e Tottenham também monitoram a situação do jogador. Mas o que desperta tanto interesse?

Essa promessa croata passou por diversas categorias de base da seleção do seu país. Desde sub-14 até a sub-17, Halilovic vestiu a camisa da seleção. Em 2013, pela primeira vez, antes mesmo de poder beber álcool, foi convocado para a seleção principal da Croácia. Foi convocado para jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo, mas não jogou em nenhum dos jogos. Sua estreia foi contra Portugal, em amistoso disputado no dia 10 de junho. Jogou ainda contra Liechtenstein e Coreia do Sul. Disputou a Copa do Mundo sub-17 pela Croácia, mas o time acabou eliminado na primeira fase. Ele marcou um gol na derrota por 2 a 1 para o Uzbequistão.

Nesta temporada pelo Dinamo Zagreb, o jogador fez 20 partidas, sendo oito delas como titular. Mesmo jogando pouco pelo seu time, é visto como um jogador de talento. Com 1,70, uma perna canhota com muita habilidade e um gosto especial por cavadinhas, o jogador chama a atenção. Considerando que é uma revelação e que já jogou pela seleção principal croata, é de se imaginar que ele pense em se destacar para conseguir estar no Brasil em 2014. Pode ser um dos jogadores que entre em campo contra o Brasil, na estreia da Croácia no dia 12 de setembro, na Arena Corinthians, em Itaquera.

Só que ele tem contrato até junho de 2014, o que significa que ele ficará livre para negociar com quem quiser em janeiro. Se o Dinamo não o vender na janela de transferências de janeiro, perderá o jogador de graça. Então, a sua transferência é bastante provável. Segundo o site Transfer Markt, o seu valor de mercado é € 4 milhões. Resta saber quem pagará por ele – e quanto.

Entre os três interessados, o Dortmund é o time onde ele mais teria chance de se encaixar, sem pressa para assumir uma posição de titular, já que o time é bem montado e tem um time titular bastante sólido. No Tottenham, chegaria em uma posição onde ninguém rendeu o esperado ainda. Seria uma opção a Eriksen e Holtby, por exemplo. No Barcelona, seria um dos reservas para as pontas. Dos três clubes, provavelmente seria onde jogaria menos, já que o time funciona muito coletivamente e ele precisaria se adaptar, até mesmo à língua.

É uma aposta. Um jogador de 17 anos, que pode variar muito. Cansamos de ver jogadores promissores não virarem os grandes jogadores que prometiam. Lulinha é um caso recente que exemplifica isso, assim como Sergio Mota. São muitos os casos. Não quer dizer que não valha a aposta. Mas é bom que esses times saibam que não estão contratando um jogador que irá resolver seus problemas, mas sim uma aposta. Se é uma aposta no Dinamo Zagreb, que dirá em um clube de maior repercussão na Europa.

Abaixo, você vê alguns dos melhores lances do meia: