Vinicio Luna, coordenador da seleção equatoriana, foi preso nesta segunda em Quito. Ele é acusado de participar de uma rede de tráfico de pessoas.

De acordo com a imprensa local, Luna foi detido quando saía de sua residência. A ordem partiu de um juiz de Quito, como parte do processo de investigação sobre irregularidades na emissão de vistos.

Luna participaria do esquema ao fornecer vistos norte-americanos para pessoas sem ligação com a equipe. Ele é o responsável pela logística da seleção.