Seleção brasileira no amistoso contra a Sérvia, no dia 6 de junho (AP Photo/Andre Penner)

Quem é quem: Brasil

GOLEIROS

1 – Jefferson

Goleiro, 30 anos, Botafogo

Foi com Mano Menezes que Jefferson chegou à seleção, em 2010, logo depois da Copa do Mundo.  Já experiente, Jefferson tem história na seleção desde as categorias de base, defendendo o Brasil no Mundial sub-20 de 2003. Disputa a posição de titular, mas em todo tempo no time principal, não conseguiu conquistar a posição, ora sendo reserva de Diego Alves, ora de Júlio César. Quando jogou, foi bem e está preparado caso seja necessário entrar em campo.

12 – Júlio César

Goleiro, 34 anos, Toronto-CAN

Em 2010 foi o time titular da seleção, mas desde então viveu momentos ruins na carreira. Deixou a Internazionale para jogar no Queens Park Rangers, da Inglaterra, e não foi bem, ficando sem jogar. Voltou a atuar pelo Toronto e embora tenha qualidades técnicas inegáveis, é uma aposta de Felipão para o gol. É um jogador de confiança do técnico e sabe que tem sua última Copa pela frente.

22 – Victor

Goleiro, 31 anos, Atlético Mineiro

Desde que chegou ao Atlético Mineiro, em 2012, tem sido um dos mais importantes do time. Ganhou destaque mesmo na campanha do título da Libertadores em 2013, brilhando pelo time. Não esteve na Copa das Confederações, mas foi o escolhido para a Copa do Mundo. Pela sua atual fase, é um goleiro confiável, ainda que provavelmente seja a terceira opção.

DEFENSORES

2 – Daniel Alves

Lateral direito, 31 anos, Barcelona-ESP

Se destaca como um dos melhores laterais direitos do mundo desde 2008, quando foi para o Barcelona. Está na seleção desde 2006, depois da Copa do Mundo, e é presença constante. Forte no apoio, criativo, mas deixa muitos espaços na marcação. Em geral, prefere vir para o meio do que ir até a linha de fundo. Não costuma respeitar muito a sua posição no campo.

3 – Thiago Silva

Zagueiro, 29 anos, Paris Saint-Germain-FRA

Um dos melhores zagueiros do mundo, Thiago já se destacava no Juventude, mas foi no Fluminense, a partir de 2006. Tornou-se ídolo e desde 2008 é convocado para a seleção. Esteve na Copa de 2010 como reserva e é o capitão do time. Líder, técnico, rápido e bom no desarme, lidera a defesa brasileira.

4 – David Luiz

Zagueiro, 27 anos, Chelsea-ING

Tem como maior característica a sua velocidade e técnica. Alto, bom no jogo aéreo, dá qualidade à saída de bola e é bom na perseguição aos adversários. Pode jogar como volante ou até na lateral, improvisado. Seu problema é arriscar demais na saída de bola, mas tem melhorado também nesse quesito e é titular, um dos mais cotados defensores do mundo.

6 – Marcelo

Lateral esquerdo, 28 anos, Real Madrid-ESP

Um dos principais laterais esquerdo do mundo, Marcelo é muito técnico, capaz de ser um criador de jogadas pelos lados do campo. É muito forte no apoio, chuta bem de fora da área, inclusive de pé direito, que não é o mais forte. Defensivamente, melhorou e sabe formar bem a linha de quatro atrás. Se o ponto forte é  a habilidade e a capacidade ofensiva, o ponto fraco é a cabeça quente.

13 – Dante

Zagueiro, 30 anos, Bayern de Munique-ALE

Depois de uma temporada fantástica em 2012/13, quando conquistou a tríplice coroa europeia com o Bayern de Munique, Dante chegou à seleção pelas mãos de Luiz Felipe Scolari. Fez bons jogos, agradou e conquistou seu lugar no grupo. Canhoto e alto, é forte no jogo aéreo. A atual temporada, porém, não foi boa e mostrou lentidão. É o primeiro reserva da zaga.

14 – Maxwell

Lateral esquerdo, 32 anos, Paris Saint-Germain-FRA

A briga na lateral esquerda sempre foi forte, mas ninguém além de Marcelo se consolidou ali. O jogador do Paris Saint-Germain jogou por grades equipes no mundo: Ajax, Internazionale, Barcelona e está no Paris Saint-Germain. É um lateral que dá segurança defensiva e tem muita qualidade no ataque, aparecendo de forma surpreendente. Ganhou a vaga por ter ido bem com a seleção quando solicitado, ao contrário do concorrente, Filipe Luís.

15 – Henrique

Zagueiro, 27 anos, Napoli-ITA

A maior surpresa da convocação chega à Copa com poucos jogos no Napoli, seu time desde janeiro, mas com uma qualidade que Felipão aprecia: versatilidade. Com o próprio técnico, foi volante no Palmeiras. No Napoli, jogou na lateral e no meio-campo. Já mostrou qualidades técnicas, embora tenha feito um ano ruim antes da Copa. Deve ser opção só quando o time precisar defender um resultado.

23 – Maicon

Lateral direito, 32 anos, Roma-ITA

Titular na última Copa, Maicon viveu muitos ruins desde então. Deixou a Inter e sempre foi reserva no Manchester City, até voltar à Itália para jogar pela Roma. Experiente, é forte na marcação e chega bem ao ataque, procurando a linha de fundo. O físico não é mais o mesmo, mas é uma ameaça a Daniel Alves.

MEIO-CAMPISTAS

5 – Fernandinho

Volante, 29 anos, Manchester City-ING

Uma temporada fantástica pelo Manchester City fez Fernandinho ganhar uma chance em amistoso já no ano da Copa. Azar de Lucas Leiva, que perdeu a concorrência. Meia de origem, adaptou-se a jogar de volante e pode ser o primeiro homem de marcação no time, mas tem qualidade ofensiva também. É candidato a disputar uma vaga até no time titular, mas começa como opção no banco.

8 – Paulinho

Volante, 25 anos, Tottenham-ING

Destaque no Corinthians entre 2010 e 2013, Paulinho teve uma temporada instável no Tottenham. Seu futebol, porém, sempre o garantiu no time titular de Felipão. Bom no jogo aéreo e tem como característica a boa chegada ao ataque, aparecendo quase de surpresa, mas também tem boa capacidade de marcação.

11 – Oscar

Meia, 22 anos, Chelsea-ING

Um dos destaques do Chelsea na temporada, sofreu com o desgaste físico. Jogou muitas vezes no começo da temporada e quebrou o ritmo depois, se lesionando e ficando mais no banco. É um jogador rápido, bom para puxar contra-ataques e para troca de passes em velocidade. Ajuda muito na marcação, inclusive fazendo faltas.

16 – Ramires

Volante, 27 anos, Chelsea-ING

Jogador versátil, pode ser volante ou um meia aberto pela direita. É rápido e capaz de chegar bem à linha de fundo. É um jogador que conduz muito a bola, chega ao ataque e recompõe rápido na marcação. Seu defeito é justamente segurar a bola mais do que o necessário algumas vezes. Disputa posição e teve uma boa temporada no Chelsea, que o credencia a entrar muito nos jogos.

17 – Luiz Gustavo

Volante, 26 anos, Wolfsburg-ALE

Volante de marcação, canhoto, alto e bom no jogo aéreo. Consolidou sua titularidade de vez na Copa das Confederações, com ótimas atuações. Normalmente faz o papel de primeiro marcador, dando mais liberdade ao seu companheiro. Embora sua função seja de marcação, já mostrou que tem capacidade técnica para passar bem a bola e até chutar de fora da área, mas corre risco de perde a posição no time caso Fernandinho ganhe espaço como primeiro volante.

18 – Hernanes

Meia, 29 anos, Internazionale-ITA

Pode atuar como meia ou como volante. Hernanes tem como característica bom passe, lançamentos longos e chutes de fora da área. É um jogador que cadencia o jogo. Normalmente, o Brasil atua com muita velocidade e Hernanes pode servir para mudar a característica do time. É por isso que deve ser reserva, mas pode entrar para mudar o esquema do time.

19 – Willian

Meia, 25 anos, Chelsea-ING

Depois de uma temporada muito boa no Chelsea, foi chamado por Felipão no fim de 2013. Foi bem, ganhou espaço e sua vaga na Copa. Começa a Copa como principal candidato a uma vaga no time. É rápido, tem bom chute de fora da área e é criativo. Pode substituir qualquer dos jogadores da linha de frente. Deve ser muito utilizado na Copa.

ATACANTES

7 – Hulk

Atacante, 27 anos, Zenit-RUS

Forte, com bom chute e boa técnica, Hulk venceu a desconfiança que o rondava e consolidou seu papel de titular na Copa das Confederações, quando ainda soavam os gritos por Lucas – que acabou nem indo à Copa. Canhoto, joga pela direita, fecha espaços e mostrou na temporada no Zenit que também é um ótimo finalizador. Se movimenta muito e pode dar opções no ataque.

9 – Fred

Atacante, 30 anos, Fluminense

A carência por centroavante na seleção abriu espaço para Fred, que sempre esteve na seleção com Felipão. Ganhou seu espaço aos poucos e na Copa das Confederações mostrou que ninguém tomaria a 9 dele. Joga mais dentro da área, mas assim como fez em 2013, precisará se movimentar para ajudar a abrir a marcação. A preocupação em torno de Fred não é técnica, e sim física. Seu histórico de lesões deixa algum temor, mas tem mostrado que está bem para a Copa.

10 – Neymar

Atacante, 22 anos, Barcelona-ESP

O craque do time, tem repertório variado e atua em diversos lugares do campo. Sendo aberto pela esquerda, vindo pelo meio do meio-campo ou dentro da área, Neymar é um jogador criativo, com visão de jogo, boa finalização e bom passe. É o jogador com mias capacidade de decisão e o que pode gerar preocupação é a sua juventude. É raro decidir uma Copa aos 22 anos. Mas seu talento é mais raro ainda.

20 – Bernard

Atacante, 21 anos, Shakhtar Donetsk-UCR

O menor jogador do Brasil, com 1,66 metro, Bernard é descrito por Felipão como “um jogador com alegria nas pernas”. É rápido, habilidoso e capaz de desmontar defesas com sua rapidez de pensamento. O que lhe falta em tamanho, sobra em vontade e velocidade. Sua temporada, porém, foi ruim, com poucos jogos e sem repetir as grandes atuações pelo Atlético Mineiro. Por isso, perdeu espaço para Willian no grupo.

21 – Jô

Atacante, 27 anos, Atlético Mineiro

Convocado para o lugar de Leandro Damião na Copa das Confederações, se estabeleceu como o reserva imediato de Fred. Foi bem sempre que chamado a campo, no torneio e depois nos amistosos no segundo semestre. Em 2014 não tem ido bem, mas teve um ano de 2013 excelente, capaz de fazer o pivô, finaliza bem de cabeça e é um centroavante canhoto, forte. Dificilmente irá entrar para mudar o jogo, mas é um opção para aumentar o poder de finalização.