Desde a estreia dos Estados Unidos na Copa, contra Gana, temos visto por aí vídeos e imagens impressionantes de como a competição tem mexido com os americanos. Embora a indiferença  ao futebol venha caindo com os anos,  algo aconteceu em 2014. Parece que os ianques foram pegos pela febre do Mundial e se comoveram como qualquer outro povo alucinado por futebol diante da eliminação para a Bélgica.

Mas, tal como todo mundo que encontra um novo amor, os americanos ainda estão tateando o terreno, descobrindo coisas novas. É aquela fase de pegar na mão e, às vezes, cometer alguns enganos. Normal, do jogo. Quem nunca, afinal? Um quadro no programa do Jimmy Kimmel é um exemplo claro. Ele mostrou que ainda falta muito conhecimento aos americanos quando o assunto é Soccer.

VEJA TAMBÉM: Por um jogo, Howard foi tudo aquilo que os americanos um dia esperaram dele

É claro que, independentemente de qual país for, não é difícil encontrar pessoas sem noção alguma de futebol. Ainda assim, é bem engraçado ver todas essas pessoas falando da grande atuação hipotética de Landon Donovan nesta Copa. O mais famoso jogador da história do futebol estadunidense foi cortado da seleção antes mesmo do início do torneio. Mas não para os entrevistados no quadro Lie Witness News.

Perguntado sobre qual a melhor jogada de Donovan no Mundial até agora, um deles afirma que ficou surpreso na vitória por 2 a 1 sobre Portugal (como todos sabem, os portugueses na verdade empataram o jogo em 2 a 2 no final da partida). O cara ainda prossegue afirmando que chorou com o “chute de triciclo” do jogador.

Um Lil Wayne genérico logo em seguida afirma que estava tocando seu piano quando ouviu os gritos dos vizinhos após um gol de Donovan (?). Já um “torcedor”, questionado sobre os comentários de que a atuação do jogador do Los Angeles Galaxy na Copa estava sendo praticamente inexistente, discorda veementemente das críticas, enquanto outro elogia o corte moicano roxo que o atleta teria.

Para completar tudo, uma americana ainda afirma que o momento mais chocante de Donovan na Copa foi… a mordida que o jogador deu em um colega de profissão (como todo mundo sabe, a mordida foi desferida por Luis Suárez). Mas ela afirma não se importar, “porque ele é gostoso”. O nível de desconhecimento é tão grande que é difícil não imaginar que algumas das entrevistas, ou todas elas, se tratem de encenações. De qualquer forma, é divertido ver esses comentários tão desconexos.

O amor, amigos, ele é cego, inventa coisas, mexe com a cabeça da gente…