As falhas na defesa fizeram o Corinthians tropeçar na Libertadores. Nesta quarta, o time empatou por 2 a 2 com a Universidad Católica em pleno Pacaembu. Já o Goiás ganhou pela segunda vez seguida, enquanto o Maracaibo surpreendeu o Pumas no México.

Em São Paulo, o Corinthians dominou o time chileno na primeira etapa. A Universidad Católica praticamente assistiu ao time da casa jogar. Aos quinze minutos, Coelho desceu pela direita, invadiu a área e bateu forte. O goleiro Buljbasich espalmou e Roger, de cabeça, marcou.

Daí para a frente, o Corinthians desperdiçou chances valiosas para ampliar. Tevez e Ricardinho quase ampliaram e Gustavo Nery acertou uma bomba no travessão. Os gols perdidos fizeram falta no segundo tempo. Após o intervalo, os visitantes voltaram mais ligados no jogo. A pressão inicial deu resultado: em cobrança de escanteio, Jorge Quinteros desviou de cabeça para empatar aos sete.

Sem a mesma liberdade da etapa inicial, o Corinthians voltou a ficar na frente em uma bobagem de Buljubasich. Em um lançamento para Nilmar, o goleiro ficou indeciso na hora de sair do gol. O atacante foi mais rápido e tocou para as redes aos 15. A vantagem durou apenas três minutos. Em nova investida de Fuenzalida pela direita, Jorge Quinteros marcou de novo, mais uma vez de cabeça, livre de marcação. As duas equipes lideram o grupo 4, com quatro pontos.

No Serra Dourada, o Goiás derrotou The Strongest por 2 a 0. O destaque do time goiano foi Romerito. No primeiro tempo, aos 16, ele ajeitou a bola para Nonato abrir o marcador. Aos 35, ele aproveitou um cruzamento de Wellinton para ampliar. O time lidera o grupo 3, com seis pontos.

Pelo grupo 6, o mesmo do Internacional, o Maracaibo surpreendeu o Pumas ao vencer por 1 a 0 no México. Depois de acertar uma bola na trave, o time venezuelano chegou à vitória com um gol de Rafael Castellín. O triunfo deixou a equipe provisoriamente na liderança da chave, com quatro pontos. O Pumas perdeu a segunda consecutiva na Libertadores.