A eliminação do Real Madrid na Copa do Rei, de certa maneira, era um aviso também ao Barcelona. Os blaugranas vivem uma fase melhor que a dos rivais, mas tinham um desafio até maior no Camp Nou. Fariam o dérbi contra o Espanyol precisando reverter o resultado, depois da surpreendente derrota por 1 a 0 no Cornellà El-Prat. O time de Ernesto Valverde, contudo, não deu margem ao erro. Comandado por Lionel Messi, em mais uma boa atuação, o Barça bateu os vizinhos por 2 a 0, já suficiente para a classificação às semifinais. A partida ainda marcou a estreia de Philippe Coutinho, entrando em campo no segundo tempo.

Antes que a bola rolasse, o Camp Nou teve um momento de emoção. Vendido ao Hebei China Fortune, Javier Mascherano recebeu uma homenagem do clube. Em campo com os filhos, todos vestidos com camisas do Barcelona, o argentino ganhou os aplausos da torcida e os cumprimentos de seus companheiros, além de um quadro com sua camisa, fazendo referência aos 18 títulos conquistados na Catalunha.

Já a partir do apito inicial, o Barcelona foi intenso desde o início. Que o Campeonato Espanhol seja prioridade, o clube não tem poupado seus principais jogadores em boa parte dos confrontos. Entrou com um time praticamente titular, exceção feita a Jasper Cillessen e Aleix Vidal. E não demorou para que os anfitriões abrissem o placar. Aos oito minutos, Messi arrancou em velocidade pelo meio. Puxou a marcação e passou para Vidal, na direita. O ponta deu um cruzamento perfeito para Luis Suárez, livre dentro da área, completar de cabeça. Jogada muito bem construída pelos catalães, e com a assinatura de seu craque. Luisito, por sua vez, mantém a boa fase e chega aos 11 gols nas últimas nove partidas.

O Espanyol tentou uma resposta imediata, mas o jogo era do Barcelona, que trabalhava a bola com paciência e procurava uma brecha. Já aos 24 minutos, o gol que assegurou a classificação. Messi partiu pela direita e perdeu a bola, mas brigou por ela e recuperou. Da entrada da área, o camisa 10 arriscou o chute e contou com um desvio na marcação para vencer o goleiro Pau López. Apesar do placar suficiente, os blaugranas mantiveram o ritmo e criaram outras oportunidades até o intervalo, mas sem marcar.

No segundo tempo, o Espanyol passou a arriscava um pouco mais, finalizando contra a meta de Cillessen, mas falhava na pontaria. Já o Barcelona, menos intenso, fez as suas substituições. Paulinho entrou no lugar de Vidal, enquanto Coutinho pisou em campo pela primeira vez aos 22, no lugar de Iniesta. Um pouco mais à esquerda, o brasileiro tinha liberdade para se movimentar e buscava o jogo, dando uma caneta logo de cara. Além disso, a torcida demonstrou o seu apoio, festejando o brasileiro a cada participação.

O terceiro gol do Barcelona não veio por detalhe nos 15 minutos finais. Pau López operou dois milagres aos 29. Primeiro, parou a batida de Suárez, após cruzamento de Coutinho. E na sobra, ainda negou o tento a Rakitic. O Espanyol precisava de apenas um gol para a classificação e ameaçou o abafa em alguns lances, mas tinha dificuldades para tirar a bola do Barça. Criando uma chance ou outra, os catalães foram gastando o tempo até o final. Messi deu um chute perigoso e chegou a acertar a trave, após cruzamento de Rakitic. A classificação, de qualquer maneira, já estava nas mãos.

Ao término desta fase, o Barcelona parte ainda mais como favorito na Copa do Rei. Pegará Sevilla, Valencia ou Leganés nas semifinais, aguardando sorteio. Enquanto isso, nada de braçada no Espanhol. O próximo compromisso também acontece no Camp Nou, recebendo o Alavés. E a expectativa é a de que Coutinho, pronto para atuar, ganhe mais alguns minutos. Há calma suficiente para o novo camisa 14 se adaptar. Por aquilo que muitos companheiros estão jogando, não vai ser difícil.