Philippe Coutinho continua sendo um dos assuntos mais falados quando se trata de transferências. O camisa 10 do Liverpool é especulado dia sim, outro também nos jornais catalães para se juntar ao Barcelona. O clube está com muito dinheiro em caixa depois da venda de Neymar e Coutinho é o nome mais falado. O Liverpool não quer vender e para o ídolo Steven Gerrard, Coutinho só deixará Alfield Road se estiver disposto a criar uma guerra para forçar a sua venda.

LEIA TAMBÉM: Bravo com o Southampton, Van Dijk força saída e revive interesse de seus pretendentes

A ESPN Deportes, da América Latina, relatou de fontes próximas ao Barcelona que o clube catalão chegou a um acordo com o Liverpool pela compra de Coutinho por € 90 milhões (e mais variáveis que chegariam a € 30 milhões). Na ESPN Brasil, a informação é que Coutinho já informou ao clube que quer sair. Só que à ESPN no Reino Unido, fontes do Liverpool garantem que o clube inglês está determinado a manter o jogador. Gerrard trabalha como um dos treinadores dos times das categorias de base e disse que, na opinião dele, Coutinho só deixa os Reds se forçar a saída.

“O lado bom do ponto de vista dos torcedores do Liverpool é que o técnico está desesperado para mantê-lo e está tentando tudo para segurá-lo”, disse Gerrard como comentarista do canal de TV BT Sport. “Os donos do clube querem que ele fique. Esta não é uma situação na qual o Liverpool precisa de dinheiro. Nós não somos um clube vendedor, então eles tentarão tudo ao seu alcance para que ele fique”, analisou o ex-capitão do Liverpool.

“Mas, no fim das contas, cabe a Philippe Coutinho e sua decisão e o que ele está preparado para fazer, que tipo de guerra ele está preparado para criar para sair, porque o Liverpool não facilitará para ele”, continuou.

Gerrard lembrou de casos anteriores de jogadores que deixaram o Liverpool para assinarem pelo Barcelona, como Javier Mascherano e Luis Suárez, mesmo contra a vontade do clube. O ex-capitão sabe que a proposta do Barcelona pode ser bastante atrativa para Coutinho.

“É muito, muito difícil. Especialmente na América do Sul, jogadores sempre dizem que é um sonho deles jogar pelo Barcelona”, afirmou Gerrard. “Eu vivi isso como jogador e como torcedor com Mascherano, com Suárez, e é muito, muito difícil, uma situação complicada para o clube estar”, contou o ex-jogador.

Quando perguntado se Coutinho estaria jogando pelo Liverpool  ou pelo Barcelona depois do dia 31 de agosto, quando fecha a janela de transferências, Gerrard respondeu: “Eu rezo para que seja o Liverpool”.

Suárez deixou o Liverpool em 2014, depois de uma campanha fantástica com os Reds que levaram o clube a brigar pelo título inglês até a última rodada. Na época, a venda foi por € 81,72 milhões. Com os valores atuais do mercado, parece pouco para o Liverpool. Ainda mais pensando em como o time inglês sofreu depois da saída do uruguaio. Coutinho não se manifestou publicamente e o Liverpool vem insistindo, nas palavras de Klopp, que não tem nenhuma intenção de vendê-lo.