O Real Madrid entrou com um time recheado de reservas para a partida de volta contra o Schalke 04, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões. O seu principal jogador, porém, estava em campo. Cristiano Ronaldo é o que chamamos de fominha, quer jogar todas as partidas. Mais do que isso, quer bater recordes. Foi o que ele fez mais uma vez nesta partida. Fez dois dos três gols do time na vitória por 3 a 1 sobre os alemães (fazendo o placar agregado chegar a 9 a 2) e chegou a 13 gols na competição só nesta temporada, em sete jogos. Falta um para bater o recorde de gols em uma só edição.

Na temporada 1962/63, o brasileiro José Altafini, conhecido por aqui como Mazola, marcou 14 gols na Copa dos Campeões. Em 2011/12, Lionel Messi marcou o mesmo número de tentos. Desta vez, o argentino tem oito gols, enquanto a artilharia é disputada por Zlatan Ibrahimovic (10) e agora Cristiano Ronaldo, que chegou a 13. Com mais dois jogos pela frente para cada um deles nas quartas de final, é de se supor que continuarão a marcar gols e disputarão esse recorde. Mas Ronaldo está bem perto. E com o futebol do atual Real Madrid, não é difícil imaginar que o time vá ainda mais longe que as quartas de final.

Tem mais. Ronaldo chegou a 64 gols na Liga dos Campeões em toda a sua carreira. É o terceiro maior artilheiro da competição, atrás de Lionel Messi (67) e Raúl (71). A pergunta, então, é: quem irá ultrapassar Raúl primeiro? Afinal, é bastante razoável supor que ambos deixarão o recorde do ex-jogador do Real Madrid para trás. Cristiano Ronaldo ainda veste o mesmo número do ídolo merengue. Um componente místico para a disputa.

Achou pouco? Tem mais. O FutDados levantou todos os gols em jogos oficiais da carreira de Cristiano Ronaldo. Ele chegou a 414 gols, igualando um jogador histórico do futebol mundial: Ronaldo Nazário, o fenômeno. Só que Ronaldo tem 29 anos e, pelo andar da carruagem, deve alcançar um número bem maior de gols na carreira.

Pode esperar que na próxima fase teremos mais recordes.