Equilíbrio é a palavra de ordem no Grupo I das Eliminatórias Europeias. Se Finlândia e Kosovo já deram adeus às suas chances, as outras quatro seleções da chave seguem vivíssimas na disputa. E o cenário permanece bem nebuloso para as duas últimas rodadas. Nesta terça, os resultados só confirmaram a situação aberta. Turquia e Islândia cumpriram os deveres diante de seus torcedores e venceram, respectivamente, Croácia e Ucrânia. Enquanto croatas e islandeses aparecem um passo à frente, com 16 pontos, turcos e ucranianos seguem na cola, com 14. Prometem partidas eletrizantes para o início outubro, quando a definição acontecerá.

A Turquia contou com toda a força de sua apaixonada torcida em Eskisehir para derrotar a Croácia por 1 a 0. As arquibancadas do recém-inaugurado estádio estiveram lotadas, e empurraram o time de Mircea Lucescu rumo à suada vitória. Mesmo possuindo um elenco mais qualificado, os croatas não conseguiram impor o seu jogo, até pelo cansaço que pesava, após o imbróglio do confronto adiado contra Kosovo. Melhor para os anfitriões, que se aproveitaram de um erro na reta final do duelo para garantir os três pontos. Aos 30 minutos, Oguzhan Özyakup arriscou de longe, Danijel Subasic rebateu para frente e o oportunista Cenk Tosun não perdoou no rebote, assegurando o resultado fundamental para a sua seleção.

Já em Reykjavík, o grande nome da Islândia foi Gylfi Sigurdsson, mais uma vez. O meia chamou a responsabilidade e marcou ambos os gols na vitória por 2 a 0 sobre a Ucrânia. O primeiro tento saiu logo aos dois minutos do segundo tempo, aproveitando uma sobra de bola dentro da área – na qual os ucranianos reclamaram de falta sobre o goleiro Andriy Pyatov. Já aos 21, Jón Bödvarsson ajeitou e o tiro rápido do camisa 10 se tornou indefensável, morrendo nas redes. Provocou mais uma bela comemoração da torcida local no Estádio Laugardalsvöllur.

Nas duas últimas rodadas, os quatro concorrentes terão que enfrentar partidas difíceis. Todos pegam um time eliminado, mas também fazem um confronto direto. O primeiro deles será entre Turquia e Islândia, em Eskisehir, enquanto a Croácia recebe a Finlândia e a Ucrânia visita Kosovo. Já na rodada final, Ucrânia e Croácia se digladiam em Kiev, com a Turquia viajando à Finlândia e a Islândia tentando se impor em casa contra Kosovo. Difícil cravar qualquer prognóstico, embora os dois pontos de vantagem para islandeses e croatas deem a comodidade do empate nas “decisões” longe de seus domínios.