Os jogadores belgas não têm pudor nenhum de criticar o técnico da seleção em público. Marc Wilmots, durante sua passagem pela equipe, já havia sido alvo de algumas contestações diante das câmeras. Agora, chegou a vez de Roberto Martínez. Segundo Kevin de Bruyne, meia do Manchester City que vem fazendo uma excelente temporada, o sistema de jogo da Bélgica é defensivo demais – e olha que ele falou isso com base no empate por 3 a 3 com o México.

LEIA MAIS: Adidas lança camisas de suas seleções para a Copa de 2018, e o estilo retrô impera

“Eu disse a ele (Martínez) que precisamos encontrar uma solução tática”, afirmou De Bruyne, ao VTM Nieuws. “Nós realmente jogamos em um sistema que é muito defensivo, mas com muitos jogadores ofensivos que querem a bola. Então, você tem um problema como no jogo contra o México, em que não tivemos a bola e jogamos em um sistema que não é nosso. O treinador deve encontrar uma solução para a equipe melhorar”.

De Bruyne disse que, taticamente, a Bélgica foi encurralada pelo México, treinado por Juan Carlos Osório. “Enquanto não houver um sistema tático bom para a equipe, teremos dificuldades com países como o México. Eles mantiveram nossos cinco defensores o mais baixo possível. Começamos a nadar no meio-campo. Quero que joguemos uma boa Copa do Mundo. Então é uma pena que ainda não tenhamos encontrado uma solução”, afirmou.

Cheia de expectativas, a atual seleção belga ainda não conseguiu alcançar resultados relevantes nos grandes palcos, e De Bruyne acredita que a hora é agora. A próxima geração pode não ser tão boa. “Nosso grupo é forte, mas também temos jogadores quase parando. Este grupo está atualmente jogando em um nível muito alto. Os jogadores que virão a seguir são bons, mas ainda não estão no nosso nível. Este é um momento muito importante para nós”, explicou.

Sob o comando de Martínez, a Bélgica classificou-se para a Copa do Mundo de 2018 com nove vitórias e um empate nas dez rodadas das Eliminatórias.