O Watford tem sido uma das gratas surpresas neste início de temporada na Premier League. Após realizarem investimentos interessantes durante a janela de transferências, além de acertarem a contratação do técnico Marco Silva, os Hornets veem isso se refletir dentro de campo. A equipe perdeu apenas um de seus primeiros oito jogos no campeonato e ocupa a quarta colocação. Já neste sábado, conquistou a sua vitória mais significativa, ao derrotar o Arsenal por 2 a 1 em Vicarage Road, graças a um tento de Tom Cleverley aos 47 do segundo tempo. Autor do gol de empate, Troy Deeney falou sobre a diferença entre os dois times. E pontuou como a atitude do Watford permitiu a virada, diante da falta de coragem dos visitantes.

VEJA TAMBÉM: Inspirado por Marco Silva, Watford tem seu melhor começo na elite em 35 anos

“Eu já ouvi o Wenger culpar o pênalti como a razão pela derrota. Bem, não serei eu a falar sobre o Mister Wenger, mas há um motivo pelo qual eles perderam e não é por causa de um pênalti. Eu tenho que observar o que eu falo, mas é sobre ter mais culhões, é o que eu direi. Sempre que eu jogo contra o Arsenal, eu sempre parto para cima e penso quem será o primeiro a dividir comigo, quem vai querer fazer isso”, declarou Deeney, em entrevista à BT Sport, logo após o confronto.

“Para mim, como jogador, eu apenas penso em ‘dias felizes’. Esta é a minha força – se você me deixar usar minha força contra vocês, terão uma tarde difícil. Eu apenas penso que há um elemento que pode ser um equalizador para mim. Eu sei que não sou tão habilidoso quanto eles, não tão rápido, mas se você quiser lutar comigo, eu irei vencê-lo o dia todo. Se você vier ao meu mundo e fizer isso, eu posso fazer isso, mas você precisa estar em um nível de excelência em manter a bola, ser rápido e estar nas melhores posições, porque meu equalizador é que sou grande, forte e faço todas as coisas feias que você não gosta, e eu tornarei isso horrível para você”, complementou.

Além disso, Deeney reconheceu o ótimo momento coletivo do Watford: “Nós vivemos um ótimo início de temporada e, quando jogamos contra os grandes times, não queremos sofrer injustiças. Não é um início ruim, mas isso não significa tudo agora. Nós estamos indo jogo a jogo. Tivemos um grande início, temos um grande elenco, acredito que estamos construindo algo realmente bom e você pode ver, com os gols no final, como seguimos acreditando e estamos todos unidos. É um esforço coletivo massivo e uma boa vitória, mas voltamos ao trabalho na segunda”.

O Watford vem de duas vitórias e um empate na Premier League, todos conquistados com gols nos acréscimos do segundo tempo. A equipe soma 15 pontos e terá outro teste de fogo na próxima rodada, quando visita o Chelsea em Stamford Bridge. A vitória contra os Blues pode ser fundamental para firmar a posição dos Hornets e ratificar suas pretensões no campeonato.