Ousmane Dembélé terminou a temporada em alta. Depois de tudo o que prometeu ao despontar no Rennes, o ponta confirmou as expectativas em seu primeiro ano com o Borussia Dortmund. Não apenas foi um dos melhores jogadores do Campeonato Alemão, como também liderou os aurinegros na conquista da Copa da Alemanha. E diante do aquecido mercado de transferências, o jovem se tornou um dos nomes mais especulados pela imprensa europeia. O Barcelona seria o maior interessado em sua contratação, até vislumbrando o francês como possível substituto a Neymar. Entretanto, em entrevista ao jornal Bild, o prodígio reafirmou seu desejo de ficar.

VEJA TAMBÉM: Desejado por outros clubes, Aubameyang marca dois contra o Milan e Dortmund garante que ele fica

“Eu não estou interessado em especulações. Estou feliz em Dortmund. Fiz uma escolha consciente em vir para este clube depois de minha passagem pelo Rennes”, afirmou. A declaração condiz com as palavras de Dembélé em sua apresentação aos aurinegros. Naquele momento, o recém-contratado apontou que cumpria um desejo ao seguir para o Signal Iduna Park, vendo o clube alemão como uma grande oportunidade para aprimorar seu talento. A ideia era se desenvolver e conquistar títulos com o BVB.

Ao Bild, Dembélé ainda demonstrou sua empolgação para trabalhar com Peter Bosz, antigo treinador do Ajax, contratado nesta temporada para substituir Thomas Tuchel. Em sua curta passagem pelos Godenzonen e também nos trabalhos anteriores, o comandante indicou seu apreço em relação aos jovens jogadores e a confiança para alçá-los ao papel de protagonistas. Justamente um posto no qual o francês espera se confirmar em 2018.

“Ele fala fluentemente francês e espero que eu possa continuar melhorando sob as suas ordens. Não só eu, mas todo o time tem um bom futuro pela frente. Quero ganhar a Liga dos Campeões, a Copa do Mundo com a França e, obviamente, quero mais títulos com o Dortmund”, complementou Dembélé. Ao lado de Pierre-Emerick Aubameyang, o jovem tende a ser mais um que ficará no Signal Iduna Park e manterá boas perspectivas para o início de Peter Bosz. A torcida aurinegra respira aliviada, confiando também nas palavras da diretoria de que a janela de transferências já está fechada, embora a certeza fique para depois de 31 de agosto.