A carreira de Mario Götze, 25 anos, parece ter tomado rumos diferentes do que se imaginava no começo. Jogador da mesma idade de Neymar, os dois surgiram com expectativas parecidas: serem jogadores do mais alto nível mundial. O alemão, porém, não correspondeu às expectativas e depois de passar por problemas de saúde, voltou a atuar regularmente pelo Borussia Dortmund e já sonha em voltar a defender seu país.

LEIA TAMBÉM: [Vídeo] O Magdeburgo preparou um mosaico intimidador para receber o Dortmund

A Alemanha volta a jogar no próximo mês, novembro, quando faz amistosos. Götze não joga há um ano pela seleção comandada por Joachim Löw. Contratado pelo Bayern de Munique em 2013, foi um reerva na Baviera e acertou sua volta ao Borussia Dortmund em 2016.

Em fevereiro de 2017, descobriu-se um problema sério de saúde de Götze: ele tinha alterações metabólicas que o prejudicavam, física e mentalmente. O que se achava ser apenas uma queda de rendimento em campo era mais do que isso.

Nesta temporada, 2017/18, Götze voltou a jogar com o técnico Peter Bosz e passou até a atuar em uma posição diferente, mais recuado, no centro do meio-campo, ao invés de perto dos atacantes. E tem ido muito bem. “Finalmente eu estou 100% fisicamente”, afirmou Götze ao Sport Bild.

“Outubro foi um bom mês. Eu tenho um ótimo sentimento em campo”, afirmou ainda o jogador. “Eu sei que quero assumir a responsabilidade e que eu possa realmente fazer isso. O time me dá confiança”, declarou o jogador.

Com nove jogos disputados pelo Borussia Dortmund, Götze diz se sentir bem para voltar a defender a Alemanha. “Ainda há algum tempo até lá, mas eu adoraria fazer parte do elenco”, disse o camisa 10 do Dortmund. “O treinador é quem decide, porém, mas nós estamos em contato regularmente”, disse.

A Alemanha enfrenta a Inglaterra em Londres, no dia 10 de novembro, e a França, no dia 14, em Colônia. Em março de 2018, os alemães fazem outros dois grandes jogos: contra a Espanha, no dia 23, em Düsseldorf, e contra o Brasil, no dia 27, em Berlim.