Há menos de uma semana, o Real Madrid havia anunciado seus planos de modernização do Santiago Bernabéu. A resposta do Barcelona foi rápida: nesta segunda o Camp Nou é que teve revelado como será sua reforma. A mudança não será apenas estética. As instalações serão modernizadas, será instalada uma cobertura e a capacidade subirá de 99 mil para 105 mil torcedores.

O vice-presidente econômico do Barça, Javier Faus, explicou que dois terços dos € 420 milhões que serão investidos na reforma partirão dos recursos do próprio clube, e que a última parte seria complementada por uma marca comercial, o que pode indicar a possibilidade de um dia o clube acertar a venda dos naming rights do Camp Nou.

A ideia do Barcelona é realizar as obras de modernização entre 2017 e 2021, gradativamente, de modo que não impeça que os torcedores e sócios continuem a frequentar o estádio e que o time possa continuar a realizar os jogos em sua casa. Além das alterações no estádio, mais cinco mil vagas de estacionamento serão construídas, as estruturas de La Masía serão melhoradas, dois ginásios serão criados, um deles com capacidade para 12 mil espectadores, e até um rinque de patinação fará parte do projeto.

O Camp Nou estava precisando. Apesar de ser um dos estádios mais importantes e simbólicos da Europa, é inegável que tinha ficado para trás de outras arenas mais novas em relação a conforto, modernidade e até arquitetura.

Camp Nou 2

 

Camp Nou 3