Douglas era um lateral no máximo razoável no São Paulo, o que deixou muita gente surpresa, ou chocada, quando ele foi anunciado pelo Barcelona. Previsivelmente, o brasileiro teve poucas chances no Camp Nou, foi emprestado ao Sporting Gijón, um clube mais apropriado para suas habilidades, e, atualmente, está no Benfica. A vida não melhorou muito para ele em Portugal.

LEIA MAIS: Júlio César aproxima-se do fim, com as lágrimas de um gigante que conquistou a Europa

A aventura europeia de Douglas é alvo de piadas recorrentes, às vezes exageradas, às vezes cruéis, às vezes de fato engraçadas. Um jornal português chamado Tribuna Expresso entrou nas últimas duas categorias com uma descrição engraçada, infelizmente para Douglas, e carregada de ironia, assinada por Vasco Mendonça.

Foi referente à derrota do Benfica para o Basel, na última terça-feira, a sexta dos Encarnados em seis rodadas da fase de grupos da Champions League. A pior campanha de um clube português na história da competição.

“Diz-se de todo o futebolista brasileiro habilidoso que tem samba no pé. É um duplo elogio: louvamos o jogador e celebramos o patrimônio cultural do seu país de origem. O Brasil merece. Mas, e quando se dá o caso inverso? Se o craque brasileiro tem samba no pé, o que dizer do cepo? Tentemos. Douglas é o desflorestamento da Amazônia, é o sistema judicial decadente, é o déficit da educação, é uma remix drum n’ bass de Marcos Valle, balada de Xitãozinho e Xoróró em repeat, é um assalto à mão armada no Rio de Janeiro, é o escândalo da Petrobras, é pau, é pedra, é o fim do caminho, esperem, não, isso não será com certeza. Douglas é tudo o que o Brasil tiver de mau, no pé”.

Em outra descrição, do zagueiro Lisandro, o autor do texto voltou a criticar Douglas: ” O argentino percebeu cinco minutos tarde demais quem era o seu principal adversário no jogo de hoje. A partir daí, acertou marcações e tudo fez para impedir Douglas de voltar a comprometer as aspirações benfiquistas”.

Sobraram críticas, também, para Gabigol, “que tem mais tatuagens do que decisões certas pelo Benfica”, e descrições cômicas sobre outros jogadores do Benfica, que você pode encontrar aqui.

Foi o quinto jogo de Douglas com a camisa do Benfica. Três na Champions League e dois na Taça de Portugal. Nenhum no Campeonato Português.