O Real Madrid venceu o Málaga por 3 a 2 no sábado, em um jogo que sofreu muito, mesmo jogando no estádio Santiago Bernabéu. O jogo marcou o fim do jejum de Karim Benzema e Cristiano Ronaldo na liga, mas o desempenho ficou muito abaixo do esperado para o time. Por isso, os pedidos para que o meio-campista Dani Ceballos ganhe um chance no time crescem.

LEIA TAMBÉM: Sevilla confirma câncer de Berizzo, que contou aos jogadores dias antes do jogo com o Liverpool

A situação do meia espanhol é bastante difícil de entender. Foi uma contratação muito disputada com o Barcelona, depois de uma temporada de destaque atuando pelo Betis. Foi também o grande nome da seleção espanhola sub-21 durante o Europeu da categoria, no meio deste ano.

Com tudo isso, porém, o jogador mal tem sido aproveitado. Neste sábado, sequer entrou em campo, mesmo com Luka Modric tendo sido poupado e começando a partida no banco. O meia tem apenas 316 minutos jogados nesta temporada, o que assusta. É o 19º jogador mais utilizado do time, em minutos jogados.

Até o goleiro reserva Kiko Casilla – que falhou contra o Málaga – tem mais minutos no time, com 900. Ceballos só tem mais minutos, dentro do elenco principal, que Marcos Llorente, Jesús Vallejo, Borja Mayoral e Mateo Kovacic, que ficou fora a maior parte da temporada até aqui por lesão no joelho.

Os pedidos por Ceballos aumentam porque a fase de Toni Kroos não é boa. O meio-campista alemão errou diretamente em um dos gols do Málaga. Ele tem estado longe do seu melhor nível, mas o jogador não deixa a equipe. Como Casemiro atua mais defensivamente, a ideia é que Ceballos possa atuar na posição do alemão e dar algo diferente à equipe. Mas Kroos parece seguro em sua posição com Zinedine Zidane.

Na coletiva de imprensa depois da vitória sobre o Málaga, Zidane foi perguntado sobre o que falta para Ceballos jogar. “Não falta nada. Acabou de chegar, vai ter minutos, não os está tendo porque há outros jogadores aqui, mas Dani terá seus minutos aqui e foi muito bem quando jogou. É preciso ter paciência”, disse Zidane.

Um dos escolhidos de Zidane para jogar, tanto contra o Apoel, quanto contra o Málaga, foi Lucas Vazquez. O jogador foi muito bem na temporada passada, mas, assim como boa parte do time, não conseguiu jogar no mesmo nível nesta temporada. Dani Ceballos foi titular três vezes nos 10 jogos que disputou até aqui.

Como tem jogado pouco no Real Madrid, a seleção sub-21 foi o modo de mostrar serviço. E ele foi muito bem na última data Fifa. Diante da Eslováquia, marcou três gols, foi decisivo e fez grandes jogadas. Nem assim, porém, ele entrou em campo contra o Atlético de Madrid, no primeiro clássico do estádio Wanda Metropolitano. O mau desempenho de alguns jogadores, como Modric e Kross, e o resultado final, 0 a 0, fizeram muitos torcedores pedirem por sua entrada.

Na temporada passada, Zidane deu muito espaço para os reservas jogarem, de modo a conseguir descansar os titulares para os momentos decisivos da temporada. A estratégia funcionou bem, mas também criou um bom problema para Zidane. Gareth Bale já não rendia e Isco voava pelos reservas. A sua entrada no time demorou até demais. Zidane insistia em manter Bale no time, defendê-lo, mas a entrada de Isco se tornou inevitável.

Desta vez, Ceballos não tem jogado – ainda – pelo Real Madrid. São poucos os minutos, mas a qualidade do futebol do meia chama muito a atenção enquanto esteve em campo e também pelo desempenho no sub-21. O meia pede passagem em um time que não consegue render tão bem quanto na temporada passada.