Corinthians Palmeiras 2011 Sócrates

15 momentos históricos do Corinthians no Pacaembu

Dizer que o Pacaembu é a casa exclusiva do Corinthians é injusto com os outros grandes paulistas, que escreveram suas histórias vencedoras com capítulos marcantes no principal estádio de São Paulo. Mas ninguém pode negar que nenhuma equipe criou relação tão grande e sentimento de apropriação tão legítimo quanto a corintiana. É verdade que tudo isso foi fruto das circunstâncias. Se pudesse tê-lo feito antes, o time do Parque São Jorge já estaria há muitos anos escrevendo sua história em seu próprio estádio. De qualquer forma, a equipe teve diversos momentos em que sentiu que o Pacaembu era, sim, seu.

Neste domingo, contra o Flamengo, perto de ter sua casa própria inaugurada, o Corinthians faz sua despedida simbólica do Pacaembu, para virar a página e, então, realizar seu sonho de longa data. Mas o amigo corintiano sabe que, apesar da alegria de agora ter uma moderna arena, sentirá falta do lugar em que sempre se sentiu um autêntico anfitrião.

>>> Temos algumas sugestões para que o Pacaembu  não se torne o elefante branco de São Paulo

Durante os mais de 70 anos utilizando o Velho Paca, o alvinegro passou por emoções mistas no estádio. O empate frustrante com o Vasco que não ajudou na luta contra o rebaixamento em 2007 e a tentativa de invasão ao gramado com a eliminação para o River Plate na Libertadores de 2006 são alguns dos momentos que o corintiano gostaria que não tivesse existido, mas dos quais alguma lição tirou. Em compensação, grandes ocasiões da história do clube, momentos marcantes e vitórias únicas aconteceram por lá. Separamos 15 delas para os corintianos saudosistas lembrarem sempre do Pacaembu como sua casa.

1940 – Corinthians 4 x 2 Atlético Mineiro

Em 28 de abril de 1940, o Pacaembu foi inaugurado com uma rodada dupla. No primeiro jogo, o Palmeiras, então Palestra Itália, goleou o Coritiba por 6 a 2. A segunda partida, disputada entre Corinthians e Atlético Mineiro, acabou em vitória de virada para os paulistas por 4 a 2.

1948 – Corinthians 2 x 1 Torino

Um ano antes do trágico acidente de avião que matou todo o time do Torino, a equipe italiana veio ao Brasil para uma excursão, e a única derrota que sofreu foi para o Corinthians, por 2 a 1. O Pacaembu estava lotado para ver o time paulista enfrentar o então tetracampeão italiano.

1950 – Corinthians 2 x 1 Vasco

A primeira edição da fase de ouro do Torneio Rio-São Paulo, que, criado em 1933, havia tido apenas duas edições completas até então, teve o Corinthians como campeão. O jogo do título foi justamente no Pacaembu, e essa foi a primeira conquista oficial dos alvinegros no estádio.

1952 – Corinthians 5 x 1 Palmeiras

Em 1952, o Corinthians conquistou a última Taça Cidade de São Paulo e ficou com a posse definitiva da taça. O jogo que definiu a conquista foi também a maior goleada alvinegra sobre o rival Palmeiras em toda a história. Rodolfo Carbone foi o grande artilheiro do dia, balançando a rede três vezes. O placar seria repetido apenas uma vez pelo clube alvinegro, em 1982.

1955 – Título do IV Centenário contra o Palmeiras

O último título do Corinthians antes do jejum que duraria até 1977 foi também um dos mais importantes da história do clube. A conquista, referente ao Campeonato Paulista de 1954, estendido até fevereiro de 1955 pela comemoração do IV Centenário da cidade de São Paulo, veio com o empate em 1 a 1 com o Palmeiras.

1968 – Quebra do jejum de 11 anos sem vencer o Santos de Pelé no Paulistão

O Corinthians foi uma grande vítima de Pelé enquanto o Rei defendeu o Santos. Entre 1957 e 1968, o Peixe não perdeu uma vez para o alvinegro da capital pelo Paulistão, e o 2 a 0 do Timão, em 6 de março de 1968, em meio à seca de títulos corintiana, foi comemorado como a conquista de um campeonato.

1988 – Torcida do Corinthians grita o nome do Palmeiras

Para chegar à final do Paulistão daquele ano, o Corinthians precisava bater o Santos e torcer por um triunfo do Palmeiras sobre o São Paulo. Ao saber que os alviverdes venciam o Tricolor, a torcida corintiana começou a gritar o nome do maior rival, comemorando a vaga à decisão.

1990 – Corinthians 2 x 1 Atlético Mineiro

No ano da conquista de seu primeiro Brasileirão, o Corinthians contou com atuação brilhante de Neto, autor de dois gols, para virar sobre o Atlético Mineiro e passar pelas quartas de final da competição.

1993 – Com a camisa do Flamengo, Casagrande é ovacionado pela torcida corintiana

Depois de alguns anos na Europa, Casagrande voltou ao Brasil para defender o Flamengo. Seu primeiro jogo contra o Corinthians desde o retorno ao país-natal foi justamente no Pacaembu, e a recepção da torcida não poderia ter sido melhor. O ex-centroavante teve seu nome gritado por todo o estádio. O alvinegro ainda saiu com a vitória por 1 a 0, com gol de Rivaldo.

>>> O Guia Corneteiro do Brasileirão 2014

1995 – Corinthians 1 x 0 Portuguesa

O jogo, que praticamente valeu a vaga do Corinthians à final do Paulistão, foi definido apenas aos 43 minutos do segundo tempo, com gol de Bernardo, em partida dramática.

2005 – Com show de Tevez, Corinthians goleia o Santos por 7 a 1

No ano do controverso título do Campeonato Brasileiro de 2005, o jogo mais marcante na caminhada corintiana foi a goleada por 7 a 1 sobre o Santos. Destaque da partida, Carlos Tevez marcou três dos gols.

2011 – Corinthians faz cinco e iguala sua maior goleada sobre o São Paulo

No Brasileirão de 2011, o Corinthians contou com atuação inspirada de Liedson, que havia retornado do futebol português há alguns meses, para repetir sua maior goleada sobre o São Paulo. O atacante marcou três gols em uma das melhores atuações corintianas na conquista do pentacampeonato brasileiro.

2011 – Jogadores e torcida homenageiam Sócrates, que faleceu no dia do título do Brasileiro

O dia 4 de dezembro tinha tudo para ser apenas de alegria para o corintiano. Era a última rodada do Campeonato Brasileiro, e a equipe precisava apenas de um empate com o Palmeiras. O empate veio, e o título, consequentemente, também. Mas todos haviam acordado com a notícia do falecimento de Sócrates. Antes do jogo, jogadores e torcida do Corinthians homenagearam o ídolo alvinegro.

>>> Nunca se esqueça: Luciano do Valle foi um dos gigantes  da narração esportiva

2012 – Com Tite no meio da galera, Paulinho faz gol que coloca o Corinthians na semifinal da Libertadores

O gol de Paulinho que deu ao Corinthians a vitória sobre o Vasco, nas quartas de final da Libertadores, foi tão marcante quanto os de Emerson contra o Boca Juniors na final. Tite, que havia sido expulso, vibrou como um louco do bando ao lado de Edu Gaspar e dos torcedores corintianos nas cadeiras numeradas do Pacaembu.

2012 – Emerson marca duas vezes, e Corinthians enfim conquista a Copa Libertadores

Ficou para Sheik o protagonismo da final contra o Boca Juniors. Com dois gols do atacante, recém-transferido para o Botafogo, o Corinthians enfim conseguiu seu primeiro título de Libertadores, de maneira invicta.