Foram quatro anos e meio de clube. Quatro anos de maestria, títulos e muita idolatria. A passagem de Wesley Sneijder pelo Galatasaray teve as suas oscilações. Ainda assim, nada que atrapalhe a posição do holandês entre os maiores jogadores que defenderam os Aslanlar. O camisa 10 protagonizou boas campanhas na Liga dos Campeões, com o time chegando às quartas de final, e marcou um período de domínio na Süper Lig. Disputou 175 partidas, somando 46 gols e 44 assistências. Todavia, os números não são suficientes para medir sua grandeza na Türk Telecom Arena. A ligação que o craque criou com a fanática torcida vai além.

Por toda a história construída desde 2013, a maneira como Sneijder saiu causou surpresa. Depois de uma campanha decepcionante no Campeonato Turco, terminando na quarta colocação, o Galatasaray decidiu encerrar o contrato do veterano de 33 anos. As duas partes entraram em acordo e o jogador abriu mão de €4,5 milhões em salários, que teria direito em seu último ano de vínculo. Deixou Istambul silenciosamente, embora os torcedores tenham levantado a voz, protestando contra a diretoria. Livre para assinar com um novo clube, o meio-campista teve seu nome vinculado à Sampdoria e à MLS, mas não há nada concreto.

Sneijder chegou ao Galatasaray após sua marcante passagem pela Internazionale, já sem render o mesmo pelos nerazzurri. Ainda assim, reencontrou o bom futebol na Türk Telecom Arena. Em seus primeiros seis meses, contribuiu para a conquista da Süper Lig. Depois, viveu duas temporadas fantásticas, firmando-se como a grande referência do time. Os golaços vinham aos montes, assim como os passes de mágica. E a veneração dos torcedores tornou-se inescapável, principalmente pelo empenho demonstrado pelo camisa 10. Já nos últimos dois anos, o declínio físico pesou e o rendimento caiu. Apesar disso, o maestro continuou distribuindo assistências à rodo, acumulando 15 na temporada passada. Faturou dois títulos do Campeonato Turco e três da Copa da Turquia, além de três Supercopas. Símbolo de sua influência, também vestiu a braçadeira de capitão.

Ao término da relação, dá para dizer que Sneijder ajudou a engrandecer o futebol turco. Que não fosse mais um jogador de primeiro nível, era um craque de repercussão mundial. E fez a diferença para o Galatasaray, tanto pela predominância no cenário doméstico quanto pelo destaque nas campanhas continentais. Não seria exagero dizer que o holandês é o jogador estrangeiro a causar o maior impacto na liga desde a despedida de Alex. A maneira como foi adorado pela torcida, independentemente da saída melancólica, representa bem isso.

sneijder

Dez momentos marcantes de Sneijder no Galatasaray

Para recontar a trajetória singular do camisa 10 pela Türk Telekom Arena, listamos algumas cenas que certamente povoarão o imaginário da torcida do Cim Bom na hora de relembrar seu ídolo. Lances que aconteceram em campo, mas também outros instantes cujo significado extrapola as quatro linhas.

A recepção como um rei em Istambul

O tratamento de deus junto à torcida

A loucura após o título em 2014/15

Os dois golaços para virar o clássico contra o Fenerbahçe depois dos 43 do segundo tempo

A Türk Telekom estremecendo após o golaço contra o Besiktas

O gol no épico que eliminou a Juve na fase de grupos da Champions

O gol de falta contra o Arsenal

A obras de arte contra o Konyaspor

A coleção de passes embasbacantes contra o Akhisar

Os protestos diante da notícia de sua saída