Um dos maiores nomes do futebol em todos os tempo, o húngaro Ferenk Puskas vai leiloar, no próximo mês, alguns objetos pessoais relacionados com sua carreira, entre eles a medalha de prata da Copa de 1954.

O dinheiro arrecadado servirá para pagar o tratamento médico do jogador, que sofre do mal de Alzheimer. Amistoso recente entre o Real Madrid, clube no qual formou um dos maiores esquadrões de todos os tempos, ao lado de Di Stéfano, e um combinado de amigos do jogador, arrecadou apenas o equivalente a pouco mais de US$ 12 mil. O jogo gerou controvérsia, já que o Real Madrid teria recebido um polpudo cachê para jogar, e os organizadores teriam ficado com quase todo o resto do dinheiro.

Nesta semana, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, anunciou que a entidade ajudará financeiramente a família do jogador, mas não especificou o tamanho da doação a ser feita.