Dimitri Piterman, proprietário do Alavés, ficou extremamente mal-humorado após ver seu time perder para o Real Madrid por 3 a 0 neste domingo. Além do peso da derrota, ele se irritou com a comemoração do primeiro gol de Ronaldo.

O atacante deitou-se no gramado e mexeu os braços e pernas, sendo logo acompanhado por Robinho e Roberto Carlos. “Três jogadores do Real Madrid decidiram atuar como palhaços e decidiram se apresentar como baratas vestidas de branco”, disparou, em uma entrevista coletiva.

As críticas não pararam por aí. “Sinceramente, atos deste tipo são de palhaços indignos sobre um campo de futebol. Estas crianças devem entender que, isso se não houver ninguém no clube para explicar a eles, quando se pretende ser uma das melhores equipes do mundo, há jogadores que estão atuando como palhaços”.

Piterman ainda disse, enfurecido: “Hoje em dia qualquer um chega da selva e põe a camiseta do Real Madrid. Quero colocar algumas pessoas em seu lugar, porque parece um circo e uma selva brasileira”.

Para completar, em declaração à rádio Marca, o dono do Alavés ironizou Ronaldo. “Vou repassar o vídeo do encontro de ontem em Mendizorroza para ver se há uma base para impugná-lo. Para mim, parece-me que, durante um momento desta partida, entrou um javali em campo, correndo por todo o gramado. Vamos ver se é verdade ou se estava sonhando”.

Ronaldo se defendeu das críticas relativas à sua comemoração. “Foi somente algo divertido, uma dedicatória a dois amigos. Já havia prometido a eles comemorar assim no jogo anterior, contra o Athletic Bilbao. Como não marquei, esperei no seguinte, contra o Alavés”.