Douglas Costa é um dos jogadores que ainda brigam por um assento no avião da seleção brasileira que viajará à Rússia. Nesta quarta-feira, é bem possível que ele tenha carimbado sua vaga porque deu um argumento irrevogável na vitória da Juventus por 3 a 1 sobre o Real Madrid: deitou em cima de Marcelo, lateral esquerdo titular de Tite na Copa do Mundo de 2018.

LEIA MAIS: Juve teve caráter mais uma vez e esboçou o milagre até os últimos segundos contra o Real

Não foi uma noite inspirada de Marcelo, protetor do setor da defesa do Real Madrid de onde surgiram os três gols da Juventus. Os dois primeiros foram cruzamentos de Khedira e Lichtsteiner para a segunda trave, encontrando a cabeça de Mandzukic. O terceiro foi um centro de Douglas Costa, que Keylor Navas não conseguiu agarrar e permitiu que Matuidi marcasse.

Costa também participou de jogada do primeiro gol, roubando a bola no meio-campo, e foi um perigo constante à assustada defesa do Real Madrid. Acertou sete dribles, de oito tentados, e levou perigo com um chute colocado de fora da área. Taticamente, recebeu o valoroso apoio de Khedira, sempre se projetando no seu setor.

O brasileiro tem crescido de produção. Embora não atue em todas as rodadas do Campeonato Italiano desde o começo, reserva em dez das 24 partidas que disputou, foi titular nos quatro jogos do mata-mata da Champions League e em oito dos dez duelos que a Juventus disputou.

Costa esteve em campo nas últimas duas reuniões da seleção brasileira, em novembro, ainda com Neymar, e em março. Atuou 90 minutos diante da Rússia e ganhou minutos contra o Japão e a Alemanha. Tem a vantagem de poder atuar nos dois lados do campo, sempre muito agudo nos cruzamentos pela esquerda e cortando para o meio quando está na direita. A busca pelo chute poderoso de canhota é um dos seus melhores atributos.

Depois de um começo irregular, Douglas Costa tem conquistado a confiança de Massimiliano Allegri. Agora, precisa conquistar a de Tite. Se o técnico da seleção brasileira assistiu ao duelo entre Juventus e Real Madrid, e deve ter assistido, deve ter ficado bem impressionado com a atuação do meia-atacante.