Um duelo entre Juventus e Lazio nos últimos anos é muito desequilibrado. A Juventus leva a melhor com frequência. Nos últimos seis confrontos, seis vitórias da Juventus. Só que neste domingo, pela Supercopa da Itália, a Lazio se mostrou um time muito organizado, com um artilheiro afiado e capaz de aguentar o tranco de enfrentar a atual hexacampeã e vencer, nos acréscimos, com dramaticidade. Uma vitória que os torcedores laziales vão comemorar muito e, principalmente, se enchem de esperança de uma boa temporada.

A Juventus teve uma grande chance de marcar no início do jogo, quando Alex Sandro cruzou para Juan Cuadrado e o goleiro Thomas Strakosha fez uma defesa incrível para impedir o time de Turim de abrir o placar. Aos 31 minutos, a Lazio teve a primeira chance de marcar. Immobile foi lançado e, cara a cara com o goleiro, passou por Buffon e foi derrubado. O árbitro marcou a penalidade. O próprio Ciro Immobile marcou 1 a 0 cobrando muito bem.

Ainda no primeiro tempo, a Lazio teve mais uma chance. Basta foi lançado dentro da área, na cara do gol, e Buffon fez a defesa. No rebote, Lucas Leiva – aquele, ex-Liverpool – chutou forte de fora da área, com muito perigo, e o goleiro da Juventus fez uma boa defesa mandando para escanteio.

Depois, no início do segundo tempo, a Lazio ampliou, novamente com Immobile. Cruzamento da direita de Marco Parolo para o centro da área, que o centroavante, que veste a camisa 17 da Lazio, cabeceou bem, fora do alcance de Buffon. A vantagem ampliada para dois gols. Immobile começa a temporada em grande forma.

O jogo no estádio Olímpico de Roma ganhou contornos dramáticos. Aos 39, Dybala, agora vestindo a camisa 10, cobrou uma falta com categoria, bem no canto e com curva, e marcou o primeiro da Juve, diminuindo o placar para 2 a 1. Aos 45 minutos, Alex Sandro pegou o rebote e Marusic o derrubou na área. Pênalti para a Juventus. Dybala, com a responsabilidade, cobrou bem e marcou: 2 a 2.

Os torcedores da Lazio, tensos, viam uma vitória que parecia próxima escapar pelos dedos. Só que uma jogada do Lukaku menos famoso, o lateral esquerdo Jordan Lukaku, trouxe uma explosão ao estádio Olímpico em Roma. O jogador belga fez uma grande jogada, passou pela marcação, foi à linha de fundo e cruzou rasteiro para trás. Alessandro Murgia, volante de 21 anos que entrou no segundo tempo, estava sozinho no meio da área para finalizar e marcar, aos 49 minutos da etapa final: Lazio 3 a 2.

Dybala, com a sua atuação, não conseguiu livrar a Juventus da derrota. A Lazio contou com um Ciro Immobile iluminado e uma atuação enorme do Sergej Milinkovic-Savic, que atuou como atacante, se aproximando do centroavante Immobile. O time trabalhador da Lazio, comandado por um técnico que faz um grande trabalho, Simone Inzaghi, sai vencedor. Menos pelo título, que não é dos mais gloriosos da história da Lazio, mas por derrubar a Juventus. A força que isso traz para a temporada do time azul celeste é enorme. Em uma temporada que a Serie A volta a classificar quatro times para a Champions League – por causa da expansão que a Uefa fez para as grandes ligas -, a Lazio entra com o sonho real de voltar à principal competição da Europa.