Dybala retribuiu o voto de confiança que recebeu do técnico Massimiliano Alegri e marcou duas vezes na dura vitória por 3 a 1 sobre o Verona, neste sábado, fora de casa. Foi sua primeira partida como titular depois de três rodadas do Campeonato Italiano no banco de reservas. Os três pontos fazem com que a Velha Senhora encerre o primeiro turno a apenas um ponto do líder Napoli.

LEIA MAIS: Allegri: Comparações com Cristiano Ronaldo e Messi prejudicaram Dybala

O atacante argentino de 24 anos começou a temporada com oito gols nas três primeiras partidas da Serie A, mas caiu de rendimento. Antes de enfrentar o Verona, tinha apenas um gol em seis jogos pela liga italiana e havia entrado no segundo tempo dos duelos contra Internazionale e Bologna, somando apenas meia hora de bola em ambos. Contra a Roma, nem saiu do banco de reservas.

Mas, depois de afirmar em entrevista coletiva que as comparações que Dybala recebeu no começo da temporada, que o colocaram próximo do patamar de Cristiano Ronaldo e Messi, haviam atrapalhado o seu futebol, Allegri deu um voto de confiança para ele, que formou o trio de ataque, com Higuaín e Mandzukic.

Quem abriu o placar foi Matuidi, com um chute cruzado meio mascado, e Higuaín teve uma chance de ouro para ampliar, em um primeiro tempo controlado pela Juventus. Dybala estava apagado. O Verona, segundo pior time da Serie A, defendia um pequeno tabu contra a Velha Senhora: em casa, estava há três partidas invicto, com dois empates e uma vitória. A última derrota como mandante havia sido pela Serie B, em 2007.

Os anfitriões voltaram muito mais perigosos e conseguiram o empate por meio de Cáceres, que acertou um belo chute de fora da área. Treze minutos depois, Dybala completou o cruzamento de Lichtsteiner para recolocar a Juventus em vantagem. Logo em seguida, entrou driblando dentro da área e marcou um belo gol, para coroar a sua reação. Apesar das oscilações, tem 17 tentos na temporada. É o artilheiro do time.

.