Faz uns 20 anos que somos alertados sobre os “perigos da internet”, com correntes e mais correntes de golpes que acontecem na rede. Pois isso pode atingir qualquer um, inclusive instituições históricas como a Lazio e o Feyenoord. Segundo os jornais italianos Il Tempo e Gazzetta dello Sport, os clubes caíram numa arapuca armada por impostores. Eles desviaram €2 milhões, relativos à transferência do zagueiro Stefan de Vrij – contratado pelos italianos junto aos holandeses em julho de 2014, por €7 milhões.

Segundo o jornal Il Tempo, a Lazio acreditou em um e-mail falso enviado pelos golpistas, com o escudo do Feyenoord e detalhes idênticos às mensagens anteriores do clube holandês. Antes do pagamento da última parcela, os supostos dirigentes indicaram uma outra conta corrente do mesmo banco, para que o depósito final fosse realizado. Inclusive, confirmavam a mesma data combinada. Contudo, o dinheiro dos laziali nunca chegou ao Feyenoord. Apenas depois é que descobriram o problema.

O imbróglio segue investigado. As autoridades italianas ficaram cientes da fraude e conseguiram rastrear o paradeiro do dinheiro. Embora os criminosos tenham alterado posteriormente o IBAN (código bancário internacional) da nova conta que recebeu os €2 milhões, o montante foi descoberto em um banco holandês. A agência de notícias ANSA aponta um cidadão espanhol como principal suspeito, embora ele possa ser um mero executor.

Ao site Città Celeste, o advogado do clube italiano, Gian Michele Gentile, garantiu que não existe prejuízo aos cofres laziali: “Há uma investigação em curso para verificar o que aconteceu, a Lazio fez tudo corretamente. A fraude prejudica mais o Feyenoord. Seguramente, alguma coisa aconteceu de errado no clube holandês, alguém sabia quando o dinheiro iria chegar. A Lazio não tem responsabilidade, pagou tudo o que devia e o fez corretamente”.

O curioso é que De Vrij acabará representando uma perda financeira à Lazio. O contrato do zagueiro termina ao final da temporada e os dirigentes biancocelesti não conseguiram acertar a sua renovação. Assim, a Internazionale surge como o destino provável do holandês de 26 anos – apesar do interesse relatado de Barcelona, Manchester United, Liverpool e qualquer outro clube que desse na telha dos tabloides ingleses.