Essam El-Hadary é uma lenda viva, não há como negar. O goleiro de 44 anos tem tudo para quebrar o recorde como jogador mais velho a disputar uma Copa do Mundo, ainda fundamental à seleção egípcia. E enquanto aguarda o seu grande momento com os Faraós, o veterano continua aprontando das suas. Mesmo de maneira tão tardia, o camisa 1 descobriu sua veia artilheira. De pênalti, fechou a goleada da sua equipe, o Al Taawon, pelo Campeonato Saudita.

O lance de El-Hadary tem uma dose de galhofa. O pênalti saiu nos acréscimos do segundo tempo, quando seu time já vencia o Al Ittifaq por três gols de diferença. Então, coube ao veterano encher o pé e correr para o abraço. A equipe, porém, não faz grande campanha na competição. Ocupa apenas o sétimo lugar, longe de brigar pelas vagas na Liga dos Campeões da Ásia.

Curiosamente, este não foi o primeiro gol da carreira de El-Hadary. O primeiro aconteceu há 15 anos, e de uma maneira bem bizarra. Durante a disputa da Supercopa Africana, contra o Kaizer Chiefs, o egípcio cobrou uma falta do campo de defesa. A bola bateu na trave, antes de tocar no goleiro sul-africano e entrar. Por mais que devesse assinalar o gol contra, o árbitro deu a honra ao arqueiro. Resta saber se esta cobrança de pênalti é apenas uma brincadeira ou o veterano vem treinando para tentar se tornar também o primeiro goleiro a marcar em uma Copa. Nunca duvide de uma lenda.