A expectativa dos torcedores na Inglaterra era alta. Depois de 83 dias, a Premier League voltou. Pela primeira vez, estreou em uma sexta-feira, algo que é comum na Ligue 1, da França, e na Bundesliga, da Alemanha. Na Inglaterra, foi a primeira vez. E foi uma bela estreia. O Arsenal arrancou uma virada espetacular por 4 a 3 sobre o Leicester, em um jogo emocionante. O time do técnico Arsène Wenger sofreu mais do que se esperava, mas o Leicester tem seus méritos por ter tornado a partida sensacional. O jogo começou com um gol de Alexandre Lacazette logo no começo, e terminou com um gol de Olivier Giroud no final. Dois centroavantes, que acabaram juntos a partida, aliás. Um jogaço.

ESPECIAL PREMIER LEAGUE:
– Dez casos de recém-promovidos que fizeram barulho na Inglaterra, antes e depois da Premier League
– Sinta o tamanho da paixão e o clima nas arquibancadas: Um guia das torcidas da Premier League
– Briga pela artilharia promete ser acirrada na Premier League. Em quem você aposta?

O início da Premier League foi eletrizante. Antes dos dois minutos de jogo, o Arsenal abriu o placar. Depois de uma boa jogada trabalhada, Mohamed Elneny cruzou para a área e Alexandre Lazazette, no seu primeira finalização, marcou 1 a 0 de cabeça. Só que os Gunners não duraram muito em vantagem. Aos cinco, Harry Maguire tocou para o meio de cabeça e Shinji Okazaki completou, também de cabeça, para empatar em 1 a 1.

Aos 29 minutos, um vacilo de Granit Xhaka levou o Leicester ao segundo gol. O volante suíço errou um passe e a bola ficou com Marc Albrighton, que cruzou da esquerda em projeção para Jamie Vardy chegar finalizando e marcar 2 a 1. Antes do fim do primeiro tempo, mais uma vez o empate. Depois de uma bola tabela pelo meio, Sead Kolasinac tocou para Danny Welbeck empatar o jogo.

O segundo tempo foi muito movimentado também. Logo aos 11 minutos, Riyad Mahrez cobrou escanteio e Vardy completou de cabeça, mais uma vez, marcando seu segundo gol no jogo: Leicester 3 a 2. Foi então que Arsène Wenger tratou de fazer as mudanças. Tirou Rob Holding, o único zagueiro de ofício em campo, e Elneny, volante, para colocar Aaron Ramsey e Olivier Giroud. Um, time totalmente ofensivo para tentar algo diferente. Pouco depois, Danny Welbeck saiu para a entrada de Theo Walcott.

Pressionando no campo de ataque, o Arsenal arrancou o gol de empate aos 38 minutos. Granit Xhaka,que falhou no segundo gol do Leicester, se redimiu. Depois de jogada de Walcott, foi o suíço que deu o passe para Ramsey entrar na área e marcar 3 a 3. Já era um placar sensacional para assistia. Claro, para o torcedor do Arsenal, a sensação era de frustração por ver o time tomar três gols. Mas naquele momento, o Arsenal estava bem. E aproveitou.

Xhaka cobrou escanteio do lado direito e Giroud, mesmo agarrado pelo adversário, tocou de cabeça. A bola pingou dentro do gol e o goleiro Kasper Schmeichel deu um tapa para fora do gol, mas nem precisou de tecnologia para ver que a bola entrou muito: virada épica do Arsenal no Emirates, que fez a torcida enlouquecer – depois de muito tempo ouvindo a torcida do Leicester fazer a festa.

O Arsenal arranca uma vitória por 4 a 3 na abertura da Premier League. Uma vitória cardíaca, que tem o mérito do técnico Arsène Wenger em ter feito mudanças que causaram um impacto no time. O Leicester ffez uma grande partida, mas acabou amassado na defesa. Em parte, por sua postura; na maior parte, porém, por mérito do Arsenal.

Wenger certamente tem lições da partida. O time sofreu muito mais defensivamente do que se esperava. Algo, aliás, frequente na última temporada. Isso significa que o time precisará trabalhar mais e é preciso rever essa história de jogar com laterais improvisados como zagueiros, ainda que em um sistema de três defensores. A parte positiva é que Kolasinac vem mostrando ser uma grande qualidade e uma grande contratação para o clube.

O Leicester deu mostra mais uma vez do seu poder letal no ataque, especialmente com Vardy. Depois de uma temporada que nem foi tão boa, com 13 gols marcados na liga, o atacante dá pinta que pode ser um dos que briga pela artilharia. Em quem você aposta? Nós mostramos alguns candidatos.

Se esse foi só o aperitivo da Premier League, já estamos ansiosos para o prato principal.