Que tal se você fosse jogar uma partida pela seleção do seu país e fosse impedido de entrar em campo porque a federação inscreveu, na verdade, o seu irmão gêmeo idêntico, que também é jogador? Pois aconteceu na Inglaterra. Michael Kane, zagueiro do Manchester United, ficou fora do jogo contra Gales, em amistoso entre seleções sub-21, porque a FA, a federação inglesa, inscrever Will Keane, seu irmão.

O pior é que o técnico da seleção sub-21 inglesa, o ex-jogador Gareth Southgate, só ficou sabendo da confusão uma hora antes do jogo. Will Keane também está vinculado ao Manchester United, mas é atacante e atualmente está emprestado ao Queens Park Rangers. Michael é zagueiro e será emprestado ao Blackburn Rovers.

Como Michael, de 21 anos, seria titular do time, Southgate teve que escalar Nathaniel Chalabah, do Chelsea, em seu lugar. No fim, vitória por 1 a 0 da Inglaterra sobre Gales, gol de Nathan Redmond. Mas o que entra na história certamente é a confusão da federação inglesa. Que lambança, hein?