O Real Madrid havia vencido quatro dos últimos cinco jogos de Campeonato Espanhol. Cristiano Ronaldo fez gol nos últimos dois. Então a vitória sobre o Málaga, fora de casa, por 1 a 0, gol do português, apesar de não ter sido tão tranquila, foi corriqueira e previsível. O que realmente chamou a atenção neste final de semana no clube espanhol foi a atuação do brasileiro Willian José pelo Castilla, time B do líder de La Liga.

Brigando contra o rebaixamento na segunda divisão, o Castilla enfrentou o Recreativo Huelva, fora de casa, e permitiu o empate duas vezes, mas o ex-jogador do São Paulo estava impossível. Fez os três gols da vitória por 3 a 2 da filial do Real Madrid, que agora está em 13° lugar na Liga Adelante, a quatro pontos da zona de descenso. O primeiro saiu em um erro dos adversários, que Mascarrell recuperou e serviu o brasileiro. No segundo, ele recebeu, girou e marcou novamente. O gol da vitória saiu em um contra-ataque puxado pela esquerda por Burgui.

Assim como Casemiro, Willian José foi contratado para jogar a segundona espanhola, mas, diferente do ex-companheiro, que integra o elenco principal, o atacante ainda não ganhou uma chance de Carlo Ancelotti. Essa foi sua sexta partida pelo Castilla e foi a primeira vez que ele balançou as redes. Uma prova de como as estatísticas podem enganar, pois agora o alagoano de Porto Calvos tem média de um gol a cada dois jogos.

Algumas horas depois, o Real Madrid viajou para Málaga, pela 28ª rodada do Campeonato Espanhol, e suou um pouco para ganhar dos anfitriões. Cristiano Ronaldo marcou aos 23 minutos do primeiro tempo. Foi uma das únicas chances do português e do time inteiro do Real Madrid. Diego López não foi tão ameaçado assim, fez apenas três defesas, mas a equipe de Bernd Schuster dividiu a bola com os visitantes e chegou a pressionar.

Ainda assim, o 25° gol de Ronaldo em 24 partidas pelo Espanhol assegurou a vitória. O Real Madrid chegou a 30 partidas de invencibilidade, contando todas as competições, 18 por La Liga. A notícia ruim foi a lesão de Karim Benzema, substituído aos 32 minutos do primeiro tempo por Di María. Quem sabe Willian José não ganha uma oportunidadezinha, caso essa lesão seja um pouco mais séria.