A Liga dos Campeões mudou seu regulamento para a temporada 2018/19. A principal competição de clubes da Europa passou a privilegiar mais as principais ligas, agora com quatro vagas diretas na fase de grupos. E, consequentemente, alterou as suas eliminatórias. Uma das novidades menos percebidas, porém, é praticamente uma nota de rodapé. Os campeões das quatro piores ligas ranqueadas pela Uefa fazem um mini-torneio. Enfrentam-se em semifinais e final, em sede única, para saber quem sobreviverá às etapas seguintes da competição. Glória dos pequenos que começou em uma terça-feira de Copa do Mundo, em meio ao desinteresse da França e à catarse da Argentina. Gibraltar, à sua maneira, vivia momentos decisivos com estas partidas.

Mais emblemático é que tudo isso tenha acontecido justamente em Gibraltar, o menor território a integrar a confederação. As semifinais em jogo único foram realizadas nesta terça, no Estádio Victoria, famoso pelo aeroporto logo atrás de uma das metas. Reformada, a cancha inaugura uma nova era ao futebol local, permitindo que os clubes locais abriguem as competições internacionais – após embargo da Uefa na última temporada. A Champions se tornou uma bela porta de entrada.

Iniciando esta fase da Liga dos Campeões, o campeão de Andorra enfrentou o campeão de Kosovo. Melhor para os kosovares do Drita, que bateram o FC Santa Coloma por 2 a 0. Os gols de Shabani e Gërbeshi saíram apenas durante a prorrogação. Já o representante da casa, Lincoln Red Imps, protagonizou a partida principal da terça-feira. Recebeu o La Fiorita, de San Marino, e conseguiu se impor durante os 90 minutos. Vitória também por 2 a 0, com gols de Hernandez e Moreno.

Na próxima sexta-feira, sem precisar competir com os holofotes da Copa do Mundo, acontece a grande final. Lincoln Red Imps e Drita se enfrentam para saber quem será o campeão do mini-torneio. Então, o ganhador iniciará sua campanha efetivamente na Champions, em fase eliminatória que prevê quatro etapas até a fase de grupos.

O vencedor do mini-torneio, aliás, já sabe que terá pedreira pela frente: pegará o Malmö, de notáveis participações recentes na Liga dos Campeões. A primeira fase eliminatória começa ainda durante o Mundial, com os jogos de ida marcados entre os dias 10 e 11 de julho. Reunirá um punhado considerável de clubes expressivos, a exemplo de Celtic, Estrela Vermelha, Rosenborg, Legia Varsóvia, Apoel e Ludogorets. Postulantes à fase de grupos que não poderão aproveitar tanto assim de suas férias.