Bater um pênalti é algo sério. Muito sério. Como o próprio nome diz, é a penalidade máxima, onde a chance do cobrador de marcar o gol é gigantesca. Não por acaso, alguns jogadores se consagraram como grandes cobradores de pênalti por terem um chute forte e preciso, como é o caso de Frank Lampard, do Chelsea e seleção inglesa. Ele pode até perder, mas nunca por desleixo ou por displicência. O chute é sempre forte. Talvez ele devesse ensinar uma coisa ou outra a Harry Kewell, ex-Leeds e Liverpool, 35 anos, que está atualmente jogando na sua terra natal, a Austrália, pelo Melbourne Heart.

O jogo era pelo Campeonato Australiano contra o Sidney, time do italiano Alessandro Del Piero, ex-Juventus e seleção italiana. Aliás, Del Piero marcou um golaço na partida, que você vai ver abaixo. O Sidney ainda marcou mais um gol antes do intervalo. Já no segundo tempo, o Melbourne Heart teve a chance de diminuir o placar, graças a um pênalti marcado para o time. A responsabilidade ficou com o camisa 10, grande estrela do time e que um dia foi uma estrela até do badalado futebol inglês, atuando pelo último grande time do Leeds e depois decepcionando no Liverpool – mas sendo campeão da Liga dos Campeões, é bom dizer. Bom, aí Kewell fez isso aí. E o jogo acabou

O outro camisa 10 foi um pouco mais feliz e marcou esse gol aí: