Cavani entrou naquele estado em que a ansiedade atrapalha a tarefa que lhe deveria ser a mais simples: colocar a bola na rede. Já o fez 156 vezes com a camisa do Paris Saint-Germain (26 nesta temporada), igualando Zlatan Ibrahimovic como maior artilheiro da história do clube. A partida desta quarta-feira, contra o Guingamp, pela Copa da França, era um cenário perfeito para quebrar o recorde. Mas o uruguaio não estava no melhor dos seus dias e não marcou nenhum dos gols da vitória parisiense por 4 a 2.

LEIA MAIS: Sem poder gastar e precisando de volante, PSG foi buscar Lass Diarra de graça

Esta foi a segunda partida desde a fatídica goleada por 8 a 1 contra o Dijon, na quarta-feira passada, quando Cavani igualou a marca de Ibrahimovic e poderia superá-la se tivesse cobrado o pênalti que Neymar fez questão de bater. Ainda com dores na coxa, o atacante brasileiro foi desfalque da equipe de Unai Emery mais uma vez, como na derrota para o Lyon. O ataque teve Di María, Draxler e, claro, Cavani.

Cavain teve a oportunidade deixar o seu no primeiro tempo com uma tentativa de encobrir o goleiro sueco Karl Johnsson. Johnsson fez a defesa e seria o nêmesis do uruguaio na partida. Depois do intervalo, defendeu uma cabeçada à queima roupa de Cavani e ainda agarrou o rebote. Em seguida, foi ágil para interceptar o chute do artilheiro do PSG, que fez uma boa jogada dentro da área.

.

Mas Johnsson não foi o único responsável por Cavani não ter marcado. Ele próprio foi bem mal em um par de jogadas. No primeiro tempo, recebeu na entrada da área a bola de Draxler e….furou. Após o intervalo, saiu cara a cara com o goleiro, mas, em vez de finalizar, preferiu tocar para Di María, e a zaga conseguiu cortar.

.

Rabiot e Lucas Deaux, contra, fizeram 2 a 0 para o Paris Saint-Germain. De pênalti, Thuram descontou. Pastore ampliou para 3 a 1 e, em nova penalidade máxima, N’Gbakoto voltou a reduzir a vantagem parisiense para um único gol. Aos 44 minutos do segundo tempo, Marquinhos, de cabeça, assegurou a classificação do PSG às oitavas de final da Copa da França.