Já vimos por aqui quais times e seleções acompanhar em 2014, quais as principais datas deste ano no futebol, os personagens que podem ter um ano interessante e as melhores histórias a que devemos ficar atentos. Para encerrar nosso especial de ano novo, trazemos 14 acontecimentos que completam aniversário em 2014. É ano de centenário de um gigante brasileiro, grandes seleções comemoram décadas de conquistas pioneiras, alguns craques celebram o aniversário de suas carreiras, entre outras coisas. Veja aqui 14 das mais importantes efemérides de 2014 no futebol em todo o mundo.

25 anos da criação da Copa do Brasil

A partir de 2003, o Campeonato Brasileiro adotou os pontos corridos como fórmula de disputa, e, desde então, a Copa do Brasil é o maior torneio de mata-mata disputado no país. Neste ano, a competição completa 25 anos, sendo agora disputada durante todo o calendário. O Grêmio, maior campeão ao lado do Cruzeiro, com quatro títulos, foi quem levou a taça do torneio em sua primeira edição, de forma invicta. A competição em 1989 teve como artilheiro o atacante Gérson, do Atlético Mineiro, com sete gols.

Tragédia de Hillsborough completa 25 anos – 15 de abril

Liverpool e Nottingham Forest se enfrentavam pela semifinal da FA Cup. O público ia chegando, o acesso era lento, e tumultos começavam a acontecer do lado de fora do estádio de Hillsborough. Foi então que o chefe de polícia responsável pela segurança da partida resolveu abrir os portões para que as pessoas entrassem e a confusão nos arredores diminuísse. A péssima decisão do policial acarretou na morte de 96 pessoas, esmagadas contra as grades das arquibancadas. A trágedia trouxe ao futebol inglês mudanças drásticas para garantir a segurança dentro de estádios, a partir do Relatório Taylor.

10 anos do último título do Arsenal na Premier League – 25 de abril

A cada ano, a pressão para que o Arsenal volte a conquistar a Premier League cresce. Em 2014, o último título da equipe na competição completará dez anos, e o simbolismo que um número como esse carrega certamente multiplicará o peso sobre as costas de Arsène Wenger se a quebra do jejum não vier nesta temporada. Para a sorte do francês, sua equipe está bem encaminhada na disputa do título, tendo, atualmente, como maior concorrente o Manchester City.

O pesado investimento em Mesut Özil, após anos sem grandes contratações, mostrou que o time está indo para o tudo ou nada desta vez. Em 2004, a conquista veio já em abril, após empate em 2 a 2 com o rival Tottenham, na casa dos Spurs, na 35ª rodada da campanha invicta dos Gunners. Os torcedores do Arsenal não se importam de que não haja chances de repetir o mesmo sucesso desta vez. Voltando a levantar o caneco em maio já estará ótimo para eles.

25 anos da estreia de Zidane – 18 de maio

Um dos maiores carrascos da seleção brasileira, Zinédine Zidane iniciou sua carreira pelo Cannes, tendo feito em 18 de maio de 1989, contra o Nantes, pelo Campeonato Francês, sua estreia pelos profissionais do clube. Depois de três anos na equipe, foi para o Bordeaux, último clube francês que defendeu antes de brilhar por Juventus e Real Madrid. Campeão da Copa do Mundo e da Euro pela seleção francesa e da Liga dos Campeões pelo Real, entre tantos outros títulos, Zizou ainda foi eleito o melhor do mundo em três oportunidades. É um dos maiores da história e, para alguns, o maior jogador que o futebol já viu.

Uma das maiores viradas da história completa 15 anos – 26 de maio

Na final da Liga dos Campeões da temproada 1998/99, o Manchester United perdia por 1 a 0 para o Bayern de Munique, no Camp Nou, quando conseguiu uma das viradas mais emblemáticas da história do futebol. Após os 45 minutos disputados no segundo tempo, o árbitro havia dado três de acréscimo.

Escanteio para o United, David Beckham na cobrança. Peter Schmeichel na área, bola levantada, Dwight Yorke desvia para trás, Ryan Giggs chuta fraco, e Teddy Sheringham completa para empatar o jogo aos 46. 48 minutos, Beckham novamente levanta bola na área em escanteio, Sheringham sobe no primeiro pau para desviar, e Ole Gunnar Solskjaer completa com o pé direito para fazer 2 a 1 e garantir ao United o título da Champions após 31 anos.

50 anos da estreia de Beckenbauer – 6 de junho de 1964
Beckenbauer: campeão do mundo como jogador e treinador (Foto: AP)

Beckenbauer: campeão do mundo como jogador e treinador (Foto: AP)

Sinônimo de elegância dentro de campo, Franz Beckenbauer estreou como profissional pelo Bayern de Munique, em 6 de junho de 1964, em partida contra o St. Pauli. Versátil, o Kaiser atuou como meia em seu início de carreira, mas acabou se consagrando mesmo como líbero, posição da qual foi um dos maiores da história. Campeão do mundo pela Alemanha Ocidental em 1974, Beckenbauer conseguiu o título também como técnico, em 1990, dirigindo os alemães. O Kaiser é, ao lado de Zagallo, o único a conseguir tal feito.

Pelo Bayern também teve uma carreira muito estrelada. Fez parte daquela grande equipe da década de 1970, que conquistou o tricampeonato alemão e da Copa dos Campeões da Europa. Após tudo o que fez pela Alemanha e pelo futebol em geral, Beckenbauer não se desgrudou do esporte: é atualmente o presidente honorário do Bayern e está frequentemente em eventos da Fifa e acompanhando jogos dos bávaros in loco.

50 anos da primeira Eurocopa da Espanha – 21 de junho

Jogando como anfitriã, a Espanha conquistava em 21 de junho de 1964 seu primeiro grande título. Por muitos anos, foi o único motivo de grande alegria da Roja, que só voltou a vencer uma competição importante em 2008, quando levou novamente a Euro e iniciou a supremacia que até hoje tem no futebol de seleções.

40 anos do passeio da Laranja Mecânica sobre a Argentina – 26 de junho

A Holanda de 1974, assim como o Brasil de 1982, é um dos times mais injustiçados da história do futebol. O futebol inovador, de movimentação, de jogadores sem posições físicas, merecia ter vencido aquela Copa, que acabou ficando com a Alemanha Ocidental. A “Laranja Mecânica”, como ficou conhecida aquela seleção comandada por Rinus Michels, voltava a uma Copa após 36 anos de ausência, e seu melhor jogo no torneio foi o massacre sobre a Argentina logo na primeira partida da segunda fase. O “Futebol Total”, em sua melhor forma, atropelou os Hermanos. No placar, 40: dois de Johan Cruyff, um de Rudd Krol e outro de Johnny Rep. E em campo, um time jogando e o outro apenas conseguindo assistir.

30 anos da primeira Euro da França – 27 de junho

Assim como a Espanha, a França só conseguiu seu primeiro título de Eurocopa quando foi a anfitriã. E a conquista aconteceu justamente em cima dos espanhóis, em final realizada em 27 de junho de 1984. O principal expoente dos Bleus na competição foi Michel Platini, um dos maiores do país e atual presidente da Uefa, que terminou como artilheiro, com nove gols.14 anos depois, os Franceses comprovariam que são mesmo caseiros, ao vencerem a Copa que sediaram em 1998.

20 anos da conquista do Tetra – 17 de julho

Não foi uma campanha de futebol vistoso, mas, pragmática e objetiva, a seleção brasileira vencia, em 17 de julho de 1994, seu quarto título de Copa do Mundo. A conquista encerrou um jejum de 24 anos da Seleção em Mundiais. No período entre os títulos, a maior decepção aconteceu na Copa de 1982, com a trágica eliminação para a Itália, conhecida como “Tragédia do Sarriá”.

10 anos do dia em que Adriano foi herói na Seleção – 25 de julho
Magrinho, Adriano salvou a seleção brasileira contra a Argentina (Foto: AP)

Magrinho, Adriano salvou a seleção brasileira contra a Argentina (Foto: AP)

Adriano Imperador é um dos maiores talentos desperdiçados do futebol brasileiro nos últimos anos. Tinha tudo para brilhar por um bom tempo, tanto pela seleção brasileira quanto pelo clube que defendesse. Acabou tendo sua carreira prejudicada pelos próprios erros, mas pelo menos pode dizer que um dia foi herói vestindo a amarelinha. Na final da Copa América de 2004, o Brasil perdia para a Argentina por 2 a 1, Carlos Tevez brincava com a zaga brasileira na lateral do campo e pouco restava para o final do jogo.

Foi aí que, aos 48 minutos do segundo tempo, Adriano recebe a bola na área, de costas para o gol e, com sua potente perna esquerda, domina a bola e vira chutando para empatar a partida. Andrés D’Alessandro e Gabriel Heinze erram as duas primeiras cobranças dos Hermanos, e o Brasil acerta todas suas quatro e leva o título. O Imperador tem em sua carreira muitos capítulos para esquecer, mas esse certamente não é um deles.

50 anos da primeira Libertadores do Independiente, o “Rey de Copas” – 12 de agosto

A última conquista de Libertadores do Independiente aconteceu no longínquo ano de 1984. Ainda assim, a equipe permanece como a maior vencedora da competição, com sete títulos. Isso dá um exemplo do significado da dominância do Rey de Copas no início da história da competição, criada em 1960. O ano de 2014 marcará o aniversário de 50 anos da primeira conquista do time no principal torneio da América do Sul.

No dia 12 de agosto de 1964, após empatar com o Nacional, do Uruguai, por 0 a 0 no jogo de ida, o Diabo Vermelho conquistava, com uma vitória por 1 a 0, a primeira de muitas Taças Libertadores que teria pela frente. Venceu a edição seguinte, conquistou quatro seguidas na década de 1970 e encerrou seu ciclo de títulos em 1984. O apelido de “Rey de Copas” e o estádio “Libertadores da América” deixam bem claro o orgulho do clube e de seus torcedores por ser o maior vencedor da competição.

Centenário do Palmeiras – 26 de agosto

Após sua segunda passagem pela Série B, o Palmeiras retorna à elite em seu ano de centenário. Os reforços que se espera de um grande clube brasileiro que volta à primeira divisão ainda não chegaram, mas pelo menos um grande motivo para celebrar neste ano tão simbólico o torcedor palmeirense terá. O Palestra Itália, em obras desde 2010, agora é Allianz Parque, está na reta final de sua reconstrução e deverá ser entregue no segundo semestre de 2014. É mais um novo capítulo que se inicia na trajetória de um dos clubes mais vencedores do Brasil, que espera retomar os anos de glória com sua casa reformada.

10 anos da primeira partida oficial de Messi – 16 de outubro de 2004 – La Liga – Espanyol

Embora Lionel Messi tenha estreado pelo time profissional do Barcelona em 2003 contra o Porto, no amistoso de inauguração do Estádio do Dragão, seu primeiro jogo oficial pela equipe levou um pouco mais de tempo. Em 16 de outubro de 2004, o argentino entrou no lugar de Deco, no clássico contra o Espanyol, com 17 anos e 114 dias de vida. De lá para cá, sua trajetória dispensa comentários: quatro vezes melhor do mundo, tricampeão da Liga dos Campeões, seis títulos de La Liga, entre outras conquistas.