O atacante brasileiro Malcom foi um dos grandes personagens da janela de transferências de janeiro. O jogador do Bordeaux foi muito especulado pelo Arsenal e também pelo rival, Tottenham. O Manchester United também foi cotado como destino do ex-jogador do Corinthians. No fim, ele ficou no Bordeaux e disse que o presidente o pediu para ficar, porque o time precisava dele em campo.

LEIA TAMBÉM: “Ederson é como ter um Ronald Koeman no gol”, elogia o técnico do Burnley

“Eu queria sair, vou dizer a verdade”, revelou Malcom, em entrevista à Telefoot. “É meu sonho progredir na minha carreira”, continuou. “Eu falei com o presidente, ele me disse que sabia que era meu sonho, mas que eles precisavam de mim. Eu disse a ele que ele pode contar comigo até o fim [da temporada]”.

“Eu farei tudo para levar o Bordeaux aos primeiros seis lugares na Ligue 1”, disse Malcom. O atacante brasileiro fez oito gols na temporada, o que o torna artilheiro do time. Seu último gol foi marcado no dia 28 de janeiro, na vitória importante sobre o Lyon por 3 a 1.

Depois de um excelente início, o Bordeaux caiu de produção, mas voltou a uma boa sequência. Nos últimos cinco jogos, quatro vitórias e uma derrota. Antes dessa sequência, o time vinha de seis jogos sem vitória. Atualmente, o Bordeaux é oitavo colocado na tabela, com 32 pontos.

O time busca uma vaga na Liga Europa. Só o quarto colocado tem classificação garantida, mas as outras duas vagas, via Copa da França e Copa da Liga Francesa, podem ir para o Campeonato Francês se os campeões já tiverem uma vaga, o que tem tudo para acontecer.

Contratado em janeiro de 2016, Malcom tinha perdido rendimento no fim do primeiro turno, mas o gol contra o Lyon, ele espera, pode ser uma retomada da boa fase. “Eu sei que posso fazer melhor. Eu vou tentar fazer tudo porque eu gosto do Bordeaux. Eu vou dar o meu máximo até o fim para mostrar que eu fiquei para ajudar e fazer melhor”, disse Malcom.

Malcom atualmente tem valor de mercado de € 30 milhões, segundo o TransferMarkt, site especializado em transferências. Só que o quanto vale o jogador muitas vezes não diz o que algum clube pode pagar por ele. São vários fatores que envolvem na valoração de um jogador na transferência. O Arsenal precisava de uma reposição para Alexis Sánchez e, por isso, estava disposto a pagar mais caro. Os anos de contrato de Malcom também valorizam bastante o jogador. Resta saber como será no mercado de verão europeu, em julho. Vários clubes podem voltar a consultar o Bordeaux pelo brasileiro. As circunstâncias, porém, podem mudar até lá.