Até 2002, a cidade de Itu era somente conhecida pelos orelhões e postes de tamanhos chamativos. A partir daquele ano, a história mudou. Ironicamente, a “Cidade dos Exageros” comportou o time campeão paulista composto por um artilheiro esquecido na rodoviária, um presidente que quase barrou o “herói” do título, um volante campeão da Libertadores que “morreria de fome” e vários jovens que apareceriam para o futebol nacional. Porém, para ganhar desses e outros adversários, só a união de um Ituano que chegou desacreditado, mas mostrou porque a cidade de Itu é conhecida pelas grandezas.

Para se chegar ao título de 2002, o Ituano teve que passar pela Série A2 do Paulista em 2001 e, por conta do Torneio Rio-São Paulo, acabou sendo beneficiado pelo particular regulamento daquele ano. Os cinco melhores colocados carimbariam a vaga para a disputa da primeira divisão. A equipe de Itu ficou em quarto lugar, com 58 pontos, carimbando uma vaga na primeira divisão.

Leia o resto aqui.