Shaqiri fez um dos gols do empate do Bayern de Munique (Foto: AP)

A esquizofrenia do Hoffenheim quase derrubou o Bayern de Munique, mas não foi dessa vez

Nenhum time do Campeonato Alemão sofreu tantos gols (62) quanto o Hoffenheim e apenas o Bayern de Munique (82) marcou mais vezes (63) que o time da pequena cidade de três mil habitantes. Essa esquizofrenia sempre proporciona bons jogos, e nesse toma lá dá cá, tudo pode acontecer. Até mesmo o time de Pep Guardiola ser derrotado. Mas não foi desta vez.

Com alguns reservas, como Van Buyten, Diego Contento, Tom Starke, Xherdan Shaqiri e Claudio Pizarro, o Bayern de Munique saiu atrás, aos 23 minutos do primeiro tempo, e pareceu que o relaxamento depois da conquista do título, na última terça-feira, poderia abalar o poder devastador dessa equipe que quebra recordes atrás de recordes.

No entanto, nada disso afetou o time de Guardiola, que tem uma característica singular. Às vezes, passa ao adversário a falsa impressão de que o jogo está equilibrado. Então, que nem um lutador de boxe, desfere meia dúzia de socos e nocauteia o oponente. Foi o que aconteceu aos 31 minutos, quando Pizarro empatou. Shaqiri virou aos 34 e e o próprio Pizarro ampliou, aos 40. Em nove minutos, o Bayern de Munique fez 3 a 1.

No entanto, os jogos do Hoffenheim nunca terminam sem um pouco de emoção. Sejad Salihovic diminuiu antes do intervalo, e o brasileiro Roberto Firmino, aos 30 do segundo tempo, empatou, encerrando a sequência de 19 vitórias seguidas do Bayern na Bundesliga. Mas tudo bem: esse já é o recorde entre as cinco grandes ligas. A melhor marca da Europa, do Benfica, de 29 triunfos consecutivos em 1971/72, fica para outro dia.

Mais um recorde que esse Bayern de Munique igualou foi o de jogos invicto em uma temporada. Chegou a 28, mesmo número do Borussia Dortmund de Jürgen Klopp, em 2011/12. Agora, a meta é chegar nas 58 partidas de invencibilidade do Milan, recordista nesse quesito nas cinco grandes ligas. Afinal, com o título já conquistado, alguma coisa tem que manter a motivação desse time fantástico, que encara o Manchester United, pelas quartas de final da Liga dos Campeões, na próxima terça-feira.