É difícil de segurar as emoções em um jogo da Copa do Mundo. Por mais que você se controle, o grito acaba saindo da garganta, as mãos socam o ar, os pés batem mais forte no chão. E isso não depende só ver ou ouvir o jogo. Carlos Alberto Santana Júnior é cego e surdo. Só pôde acompanhar a estreia do Brasil no Mundial graças ao tato e à ajuda de amigos. Vibrou com os gols bem mais do que muita gente dentro do Itaquerão.

O vídeo já está rolando na rede há alguns dias, mas a gente não poderia deixar passar. Afinal, é sensacional. Os nossos parceiros do UOL, inclusive, fizeram uma matéria com o rapaz, Carlos Alberto. Ainda assim, vale ver e rever. Difícil só é conter as lágrimas.