Está tendo Copa. Bastante Copa. É tanta Copa que parecem duas. E, de fato, estamos tento duas Copas distintas.

Em campo, nas arquibancadas e na boemia das cidades-sede, a Copa é uma beleza. Como era de se imaginar, o padrão Fifa encontrou no Brasil um oponente poderoso, que é nossa EXPERTISE em fazer do futebol, muito mais do que um jogo, uma VIVÊNCIA baseada na tiração de onda. Por outro lado, a novidade que é curtir uma Copa do Mundo no Brasil para as três ou quatro gerações de brasileiros que não viram o Mundial de 50, torna tudo muito diferente e grandioso.

Leia o texto completo no Impedimento