Foram 96 partidas para se definir os 16 melhores times da Libertadores. Alguns com certas folgas, a exemplo do Vélez Sarsfield, que parece ter uma posição cativa como o ‘melhor da fase de grupos’. Outros, de maneira bem mais suada, como o San Lorenzo, que dependeu de um enorme milagre nesta quarta. Ou o Atlético Nacional, o último a surpreender, ao arrancar uma valiosa vitória do Newell’s Old Boys dentro do caldeirão em Rosário e ficar com a segunda vaga da chave, o que parecia impossível.

Três brasileiros seguem vivos. E todos eles terão vida relativamente complicada. O Grêmio encara justamente o embalado San Lorenzo, enquanto o Atlético Mineiro será desafiado pelo Atlético Nacional. Já o Cruzeiro, segundo em sua chave, encarará o Cerro Porteño, sob a possibilidade de ter que duelar os gremistas nas quartas. Os atleticanos só seriam possíveis rivais nas semifinais, caso dois brasileiros sobrevivam.

Confira os cruzamentos das oitavas de final, na sequência do chaveamento, com os possíveis duelos nas quartas e nas semifinais:

Vélez Sarsfield-ARG x Nacional-PAR
Unión Española-CHI x Arsenal-ARG

Atlético Mineiro-BRA x Atlético Nacional-COL
Defensor-URU x The Strongest-BOL

Grêmio-BRA x San Lorenzo-ARG
Cerro Porteño-PAR x Cruzeiro-BRA

Santos Laguna-MEX x Lanús-ARG
Bolívar-BOL x León-MEX