A Uefa anunciou nesta sexta-feira uma punição ao Estrela Vermelha, excluindo o clube campeão da Sérvia da Liga dos Campeões. O motivo anunciado foram as dívidas, o que estaria em desacordo com as regras do Fair Play Financeiro. O anúncio da punição gerou controvérsias. A exclusão dos torneios é a punição mais grave, o que não aconteceu, por exemplo, com Manchester City e Paris Saint-Germain. Conforme a Trivela apurou, os casos são diferentes e, por isso, a punição também é.

LEIA MAIS: O que é o Fair Play Financeiro

Segundo informado em comunicado da Uefa, o clube teria dívidas com seus funcionários e com outros clubes, o que está em desacordo com a regra da entidade. Para conseguir a licença que permite jogar as competições internacionais, o clube precisa cumprir todos os requisitos.  Ainda segundo a informação do órgão que regula o futebol europeu, o clube tem 10 dias para recorrer da decisão no Tribunal Arbitral do Esporte.

A comparação com Manchester City e Paris Saint-Germain, que tiveram que fazer um acordo com a Uefa, pagando multa e tendo inscrição de jogadores limitada, é imediata, mas os casos são diferentes. “O fundamento pelo qual o Estrela Vermelha foi excluído da Liga dos Campeões é diferente daqueles que levaram o PSG e Manchester City a serem punidos”, afirma Eduardo Carlezzo, advogado especialista na área de direito desportivo, à Trivela.

LEIA TAMBÉM: PSG de cinto apertado para a próxima temporada

“Desde 2003 o regulamento de licenças da Uefa estabelece a obrigatoriedade dos clubes classificados as competições continentais de não possuírem dívidas com atletas e outras clubes”, explica o advogado. “Caso isto ocorra, a licença para a disputa das competições europeias deve ser negada. Foi verificado pela Uefa que o clube tinham dívidas com atletas e clubes. O Estrela Vermelha não é o primeiro clube a receber esta punição e certamente não será o último”, disse ainda o Carlezzo. “Quanto ao PSG e Manchester City, as punições aplicadas não tem relação com a existência de dívidas, mas sim por outros critérios de ordem financeira que fazem parte do conjunto de regras do Fair Play Financeiro”, conclui.

Os casos são diferentes e outros clubes estão recebendo punições similares a essa do Estrela Vermelha. Basta lembrar que o Fenerbahçe também está excluído de competições europeias, por suposta participação em um esquema de manipulação de resultados. Outros clubes também já foram punidos e a lista é grande. O Málaga mesmo é um que recebeu punição. O que não quer dizer que o sistema da Uefa seja justo ou imparcial. Só saberemos disso se, um dia, ela aplicar as duras punições que faz ao Estrela Vermelha a um grande clube. Isso ainda não vimos e só veremos se esses clubes cometerem os deslizes – ou se as investigações forem realmente boas.

O Estrela Vermelha participaria da Liga dos Campeões a partir da segunda fase preliminar. O time, que foi campeão sérvio com um ponto à frente do Partizan, pode perder a competição que não disputa desde 2007/08.

VOCÊ PODE SE INTERESSAR TAMBÉM POR:

>>>> Barça e Real Madrid são investigados por dinheiro público ilegal

>>>> Punição da Uefa por violação do Fair Play Financeiro é dura, mas ainda precisa de ajustes

>>>> Fair Play Financeiro é acusado de ser ilegal e injusto

>>>> PSG maquia 125 milhões de euros das suas contas