O Everton é famoso por possuir uma das melhores categorias de base da Inglaterra. Wayne Rooney foi o grande talento formado pelos Toffees na última década. Já nos últimos tempos, a torcida aposta que Ross Barkley vingue tanto quanto o antigo camisa 10. Escalado na armação do time, o meia tem feito por merecer as chances, com boas atuações. E, nesta temporada, não é apenas em seus próprios prodígios que o Everton tem investido.

Romelu Lukaku é o principal jogador da equipe de Roberto Martínez nos últimos meses. O centroavante emprestado pelo Chelsea tem feito a diferença, com oito gols e duas assistências em 13 partidas – tentos andaram em falta na sua equipe de origem. Já nas últimas semanas, quem tem destoado é Gerard Deulofeu, também emprestado ao clube de Liverpool até o fim da temporada pelo Barcelona. E o camisa 10 brilhou no empate por 1 a 1 contra o Arsenal, anotando o gol que fez os Gunners perderem os primeiros pontos em casa desde a primeira rodada da Premier League.

Arsenal e Everton contam com as duas equipes mais bem encaixadas do campeonato neste primeiro turno. E, ainda que os gols tenham demorado a acontecer, foi exatamente isso que se notou na partida, muito bem jogada pelos dois lados. Pressionando mais no segundo tempo, os londrinos abriram o placar em bola que sobrou nos pés de Mesut Özil. Pouco antes de Deulofeu definir o marcador, gingando diante da marcação e soltando a bomba (veja o GIF abaixo).

O espanhol de 19 anos, aliás, vai registrando uma evolução que dificilmente aconteceria se continuasse no Barcelona nesta temporada. Na Catalunha, teria a concorrência de Neymar, Pedro e Alexis Sánchez por uma vaga nas pontas, provavelmente relegado outra vez à equipe B, na segunda divisão. Já no Goodison Park, não é titular absoluto, mas pelo menos se tornou nome frequente no segundo tempo. Em suas últimas três atuações, soma dois gols e uma assistência, além de já ter ido bem contra o Liverpool, na rodada anterior.

A importância de Lukaku e o crescimento de Deulofeu indicam um caminho a se seguir. É verdade que o Everton não pode pensar apenas em emprestar boas promessas e deixar de contar com um planejamento duradouro do elenco para o futuro. Entretanto, é com a qualidade desses reforços pontuais que o time tem feito boa campanha na Premier League, sonhando com uma das vagas na Liga dos Campeões. Apostas baratas, relativamente fáceis de se encontrar e que, como devem, têm garantido competitividade aos Toffees.